sexta, 04 de dezembro de 2020

Olimpíadas
Compartilhar:

Após bater na trave três vezes, Brasil tenta usar o fator casa para levar a medalha de ouro

Correio Olímpico / 20 de agosto de 2016
Foto: Divulgação
Diante da Alemanha, rival do eposódio mais traumático do futebol brasileiro - 7 a 1 na semifinal da última Copa do Mundo - a Seleção tenta por fim a máxima de sempre morrer na praia em decisões de Jogos Olímpicos. Hoje, às 17h30, empurrado por mais 70 mil torcedores no Maracanã, o time verde e amarelo jogará para conquistar sua primeira medalha de ouro.

“Não temos nada a ver com isto”, disse o técnico Rogério Micale, sobre a derrota por 7 a 1 do Brasil para a Alemanha na final da Copa do Mundo de 2014, às vésperas da disputa do ouro nos Jogos do Rio.

“Estamos muito fortes emocionalmente. Já passamos por tudo. Tivemos dúvidas mas agora vivemos um novo momento. Chegamos à final com uma equipe muito boa, queremos construir nossa história e ganhar esta final, mas não temos nada a ver com isto”, assinalou Micale em entrevista coletiva no Maracanã.

Deixando a Alemanha de lado, o Brasil chega em um bom momento à decisão. Após dois empates frustrantes na primeira fase, o time embalou e vem de três vitórias consecutivas.

Neymar terá hoje a possibilidade de conquistar a inédita medalha de ouro com a seleção brasileira. Há quatro anos, em Londres, o então jogador do Santos era uma grande promessa do país, mas bateu na trave com a derrota por 2 a 1 para o México na final. Agora, mais experiente, o craque quer recuperar o ouro perdido.

" Vou ter outra chance, em casa. Não vai ter outra chance melhor, outro momento que seja melhor do que esse. Jogando em casa, mais experiente, perto da minha família, dos meus amigos, da torcida brasileira. Então eu acho que não tem momento melhor do que esse",  Neymar atacante da Seleção.

CAMPANHA

Brasil 0 x 0 África do Sul

Brasil 0 x 0 Iraque

Brasil 4 x 0 Dinamarca

Brasil 2 x 0 Colômbia

Brasil 6 x 0 Honduras

Leia Mais

Relacionadas