segunda, 19 de outubro de 2020

Futsal
Compartilhar:

Jogadores de Campina Grande são destaque no Cabo Branco

Lídice Pegado / 03 de julho de 2018
Foto: Acervo Pessoal
Matheus e Arthur (Cabo Branco) - Acervo Pessoal
Esta semana teve início a terceira edição da Taça Brasil de Futsal sub-13 e a Paraíba está sendo representada pelo Esporte Clube Cabo Branco. Tradicional equipe de João Pessoa, quem está fazendo a diferença são dois atletas de Campina Grande. Matheus Fernandes (camisa 8) e Arthur de Sousa (camisa 9) foram descobertos jogando pela Escola Santo Onofre (ESO), que tem uma parceria com a Escolinha do Flamengo. A competição nacional está sendo disputada em Paranaguá (PR) e os confrontos vão até o próximo sábado.

A primeira rodada aconteceu domingo e o Cabo já estreou com uma goleada de 8 x 0 em cima da Apaf Paranaguá, que são os donos da casa, com o primeiro gol foi marcado por Matheus. A equipe folgou na segunda-feira (2) e agora retorna as quadras nesta terça para a segunda rodada, onde enfrentará o Sport-PE, às 21h.

Os dois atletas campinenses foram escolhidos a dedo. Na temporada atual, Matheus e Arthur foram campeões da etapa municipal dos Jogos Escolares pela Escola Santo Onofre. Além disso, ainda este ano, vão em busca de mais um título, quando estarão disputando em agosto, a etapa estadual dos Jogos Escolares.

Com 102 anos de existência, o Cabo Branco sempre foi uma das principais referências do futsal paraibano nos cenários regional e nacional. Nos últimos anos, disputou diversas categorias da Taça Brasil. Características como versatilidade, facilidade para jogar na defesa e no ataque, passadas longas, força física e no chute fizeram a comissão técnica escolher os meninos da Rainha da Borborema. O técnico Bruno Leonardo contou que o fato da equipe ser de João Pessoa e os atletas escolhidos, de Campina Grande, não foi um impasse para a escolha.

“Quando nós da comissão tivemos a oportunidade para abrir espaço para diversos jogadores, tivemos logo à iniciativa de trazer Matheus e Arthur, que se destacam em Campina Grande. Nós não mediríamos esforços para trazer bons atletas de qualquer cidade do Estado. A gente só queria jogadores de qualidade”, disse Bruno.

Relacionadas