segunda, 23 de novembro de 2020

Futebol
Compartilhar:

Treze pode perder o Estádio Presidente Vargas em leilão

Franco Ferreira / 26 de agosto de 2016
Foto: Antonio Ronaldo/Arquivo
Avaliado em R$ 30 milhões, o Estádio Presidente Vargas de propriedade do Treze Futebol Clube poderá ser leiloado no próximo dia 31. O bem está penhorado devido os débitos do clube alvinegro de quase R$ 3,8 milhões, relacionados com reclamações trabalhistas e dividas públicas, conforme processos na 10ª Vara Federal. O lance mínimo é de R$ 15.000.000,00.

As principais questões trabalhistas estão relacionadas as ações dos laterais Bira e Ramon Zanardi, que chagam a quase a R$ 1 milhão. Os dois jogadores defenderam o time alvinegro no Campeonato Brasileiro da Série C de 2013. O treinador Marcelo Vilar também questiona um débito de cerca de R$ 800 mil.

O conselheiro e atual assessor da presidência do clube, Fábio Azevedo, garante que o Galo está acompanhando o processo, através de sua assessoria jurídica. Ele acrescenta não ser novidade, pois o Treze tem procurado solucionar todas as questões judiciais.

O advogado Rodolfo Gaudêncio, que representa o Galo da Borborema no processo, afirma que o leilão se torna nulo, pois “a publicação deixa de especificar que a avaliação do bem foi procedida com base na certidão de registro do imóvel, mas inexiste referência sobre a necessidade de averbação em cartório do imóvel (estádio) construído no terreno”.

O advogado George Ramalho ainda revela que o Treze já fez acordo em vários processos, inclusive com relação aos questionamentos com as causas relacionadas com a Justiça Federal. Ele garante que tudo isso está sendo esclarecido para que o leilão seja cancelado.

O PV começou a ser construído em 1937 e foi inaugurado em 1940. De acordo com as informações, o imóvel possui benfeitorias , como campo de futebol, refletores, arquibancadas, salas, escritório da presidência e diretoria, vestiários, banheiros e está localizado no Bairro de São José, em Campina Grande.

Relacionadas