domingo, 24 de janeiro de 2021

Treze
Compartilhar:

Treze se destaca no ano por causa da defesa e zagueiro Ítalo destaca evolução do setor

Marques de Souza / 27 de abril de 2017
Foto: ANTONIO RONALDO
O torcedor alvinegro tem na ponta da língua qual o melhor setor da equipe e a resposta é unânime: a defesa.

Com a porteira bem fechada, o Galo conseguiu vencer as partidas decisivas, tomou poucos gols e chegou à grande final do Campeonato Paraibano. Os números impressionam. Nos 20 jogos disputados até agora pelo Estadual, o time sofreu apenas nove gols, com uma média de 0,45 por partida.

O bom aproveitamento defensivo fez do Treze, que oscilava no início da competição, um time seguro e com a moral lá em cima para enfrentar o Botafogo-PB, nos dois últimos jogos que faltam pelo Paraibano.

Um dos pilares da defesa é o zagueiro Ítalo. Foi com ele ao lado de Fernando Lopes que o técnico Celso Teixeira encontrou a dupla ideal para o setor.

Com a ajuda de Diego, que também assumiu a meta, aquilo que é comemorado nas arquibancadas se torna um desafio para os adversários: é difícil fazer gol no Galo. O pensamento do zagueiro, no entanto, é levantar o troféu.

“A comemoração já passou. Agora vamos focar e trabalhar bem. Chegamos ao nosso primeiro objetivo, com muita luta. Vamos respeitar muito o Botafogo-PB, mas agora queremos o título”, afirmou Ítalo.

O zagueiro, inclusive, teve uma temporada parecida com a do time em que defende. Chegou ao clube acima do peso, sob olhares de desconfiança e amargou até o banco de reservas em algumas rodadas. Com a chegada de Celso Teixeira, o jogador se tornou o “xerife”, com um bom desempenho técnico e muito elogiado pela torcida.

“Quando eu cheguei, nunca tinha trabalhado com o Leocir (Dalla’Astra, técnico, na época), mas eu tinha uma história na Paraíba. É a minha segunda final no Estado. Eu sabia da minha qualidade e que podia ajudar o time. Cheguei um pouco acima do peso, na pré-temporada, mas eu sabia que, quando o campeonato começasse, eu ia ter a minha oportunidade e iria ajudar da melhor forma possível”, disse.

O discurso de Ítalo, porém, seguiu a linha daquilo que vem se destacando no Treze nas últimas partidas, a união do grupo.

Relacionadas