terça, 25 de junho de 2019
Botafogo
Compartilhar:

Torcida invade Aeroporto Castro Pinto para incentivar elenco rumo à Belém-PA

Amauri Aquino / 18 de agosto de 2017
Foto: Amauri Aquino
Aerobelo 18082017 - Amauri Aquino_Correio da Paraíba
“Eu sou, eu sou, Botafogo...”. Na tarde de ontem, cerca de 100 torcedores se reuniram no saguão do aeroporto Castro Pinto aproximadamente duas horas antes do embarque do time rumo a Belém, onde enfrenta o Remo, domingo, às 18h, no Mangueirão.

Se a torcida do Azulão, próximo adversário é recordista em média de público no Brasileirão da Série C – cerca de 8.580 por partida, o torcedor do belo deu uma prova de que a distância não será obstáculo para apoiar o time de Ademir Fonseca. Para mostrar todo o seu apoio, a massa alvinegra entoou as canções tradicionais das arquibancadas do Almeidão.

Um dos mais festejados, o ídolo Warley disse não é surpresa a festa alvinegra. Segundo o W9 essa demonstração de apoio é típica do torcedor e serve como um ingrediente a mais na motivação da equipe: “Essa já é a quarta ou quinta vez que o torcedor vem ao aeroporto nos apoiar. Agora só teremos mais quatro finais para chegarmos ao nosso maior objetivo que é a classificação e, posteriormente o acesso à Série B. Tenho certeza que esse carinho vai nos ajudar a conquistar isso”, disse o atacante Warley.

Houve espaço para oração, fotos e apertos de mão. De braços dados com os botafoguenses, jogadores como Warley, Roger, Cleyton e Dico rezaram, pousaram para fotos e ouviram atentamente o apoio do grupo. Um dos líderes de umas torcidas organizadas do Belo, o professor Marco Vilarim falou da importância do momento. “Estamos aqui porque acreditamos que esse é o ano. No ano passado conseguimos a classificação, mas infelizmente fomos eliminados. O recomeço foi domingo e hoje, estamos em apenas 100 pessoas, onde representamos a massa do maior da Paraíba”, explicou o torcedor.

Com os jogadores já na área de reservada para embarque, os torcedores disparam para o espaço, e ali, à beira do portão de embarque, deram sequência à festa, com cânticos, bandeiras e muitos gritos.

Relacionadas