terça, 20 de abril de 2021

Botafogo
Compartilhar:

Schülle adota esquema ousado no Botafogo

Allan Hebert / 20 de janeiro de 2017
Foto: Reprodução

Ousadia. Esta palavra define bem o estilo de jogo adotado por Itamar Schülle na vitória do Botafogo sobre o CSP, por 3 a 1, na última quarta-feira. Jogando em casa, o técnico adotou um esquema muito ofensivo, com dois meias de ligação e três atacantes na frente. Além disso, outro meia foi deslocado para a lateral-esquerda. O resultado? Três gols em uma só partida. Até então, o time havia balançado as redes adversárias o mesmo número de vezes, só que em três jogos.



Schülle armou o time do meio para frente apenas com um volante: Djavan. Raphael Luz e Marcinho armaram as jogadas, enquanto Wanderson Costa, na esquerda, e Diogo Campos, na direita, municiaram o centroavante Rafael Oliveira, que anotou dois tentos na partida. Luz também deixou sua marca. O comandante do Belo elogiou a ofensividade do time após a partida.



“A gente jogou bem ofensivo. Procuramos colocar dois meias e um volante só, porque a gente sabia da qualidade técnica do adversário. Se você espera é pior. Acho que a equipe tem que buscar o ataque. O time adiantou a marcação e roubou seis bolas, tanto que os lances do gol e do pênalti, saíram após roubadas de bola”, comentou.



Apesar da qualidade técnica mostrada, o Botafogo teve dificuldade na marcação, principalmente no primeiro tempo, quando o Tigre pressionou a equipe e chegou várias vezes com perigo ao gol de Michel Alves.



Domingo, o Alvinegro da Estrela Vermelha disputará o clássico contra o Auto Esporte, às 16h, no Estádio Almeidão. Schülle não vai poder contar o atacante Diogo Campos, expulso na ultima rodada. Mesmo assim, será que ele manterá o esquema ofensivo? Isto, só vamos ter certeza minutos antes do Botauto.

Relacionadas