segunda, 10 de dezembro de 2018
Auto Esporte
Compartilhar:

Maia diz que todos têm culpa na queda do Auto Esporte

Franco Ferreira / 27 de março de 2018
Foto: RANIERY SOARES
O treinador do Auto Esporte, Maia, procurou ser monossilábico para explicar o rebaixamento do time para a Segunda Divisão, depois de uma campanha desastrosa na primeira fase do Campeonato Paraibano. “Falhamos. Os resultados não vieram”, resumiu Maia.

Mas, o técnico foi mais além na justificativa, destacando que essa não é a hora de apontar quem foi o responsável pelo fracasso automobilista. Ele preferiu disparar para todos os lados, quando disse que “todos nós temos uma parcela de culpa pela queda do nosso time”, falou Maia.

Ao longo da competição, somando as duas fases, o Auto Esporte conquistou 11 pontos em 16 partidas. Foram apenas duas vitórias, mas por outro lado, cinco empates e nove derrotas. O ataque alvirrubro marcou 13 gols e sua defesa deixou passar 19, finalizando a competição com um saldo de seis gols negativos.

Porém, o técnico Maia revelou que os jogadores que ficaram até o último jogo, domingo passado, honraram o nome do clube. O Auto Esporte encerrou a competição com uma vitória de 1 a 0 diante do Atlético de Cajazeiras, no Perpetão, mesmo fazendo uma viagem cansativa.

“No dia do jogo saímos para Cajazeiras às 6h40 da manhã e chegamos lá às 14h45, para um jogo que começaria às 17h. Mesmo assim, lutamos muito para tentar salva o time da queda. Vencemos, mas não conseguimos. Não havia mais forças depois de uma viagem como essa”, confessou Maia.

Relacionadas