quinta, 21 de março de 2019
Auto Esporte
Compartilhar:

Dirigente diz que prejuízo do Auto com jogos no Carneirão é ‘na bola’

Franco Ferreira / 23 de janeiro de 2018
Foto: RANIERY SOARES
Torcedores e até conselheiros estão sendo contrários à condição do Auto Esporte realizar seus jogos no estádio Carneirão, em Cruz do Espírito Santo. Um deles é o ex-presidente Manoel Demócrito de Assis, que comandou o Time do Povo durante alguns anos da última década. Segundo o dirigente, os adversários estão tirando proveito das condições do campo para vencer o jogo e o seu temor é que o Macaco Autino continue com esta campanha negativa, já que ainda não soube o que é pontuar nesta edição do Paraibano.

“Não falei sobre este assunto com a diretoria e o que relato aqui é tão somente a minha opinião como torcedor e conselheiro. Acho que no tocante a parte financeira, o Auto Esporte pode ter vantagem com esta mudança, mas na parte técnica, o time está sendo prejudicado, principalmente por causa da qualidade do gramado”, disse Demócrito, acrescentando que “infelizmente no Carneirão a bola não rola e por isso não temos futebol, é só chutão”, disse.

Sobre um possível retorno para o Almeidão, Demócrito disse que não há como cravar que o time sairia desta situação, mas ele disse que pelo menos melhores condições para apresentar um bom futebol e, quem sabe, conquistar uma vitória seriam mais reais.

Após três rodadas, o Auto Esporte não fez um ponto sequer, correndo o risco de permanecer entre os times que disputarão o quadrangular da morte, onde brigará para não ser rebaixado.

Os torcedores do Auto também contestam a condição de terem que se deslocar para Cruz do Espírito Santo, que fica distante 37 km de João Pessoa. A prova, de acordo com Demócrito, é que mesmo com a diretoria disponibilizando um ônibus para que os automobilistas possam ir aos jogos, poucos são os torcedores que foram torcer pelo alvirrubro nos últimos dois jogos.

Contraponto. O diretor de futebol do clube, Joacil Junior, garantiu que a diretoria não cogita a possibilidade de voltar a mandar os jogos em João Pessoa. Ele afirmou que a campanha do time não ter nada a ver com as condições do campo e ainda adiantou que os jogadores terão duas oportunidades para recuperar os pontos perdidos, com a primeira sendo amanhã, no Perpetão (Cajazeiras) e no fim de semana contra o CSP, em João Pessoa.

Relacionadas