quinta, 25 de fevereiro de 2021

Série D
Compartilhar:

Saiba quem Campinense e Sousa enfrentam no ‘mata-mata’ da série D

Luís Eduardo Andrade / 26 de junho de 2017
Foto: Reprodução
Depois do desespero, angústia e da classificação suada e dramática, Sousa e Campinense agora esfriam os ânimos e começam a pensar nos adversários da próxima fase. A raposa enfrentará o Juazeirense/BA e o Dinossauro vai encarar o Flu de Feira/BA. Como ambos os paraibanos se classificaram em segundo lugar de seus respectivos grupos, Sousa e Campinense jogarão a primeira partida na Paraíba e o segundo confronto na Bahia.

No último minuto

De acordo com o regulamento da competição, apenas os 15 melhores segundos colocados dos 17 grupos se classificavam à segunda fase. E até os 45 minutos do segundo tempo, o Campinense vencia o Atlético/PE por 1x0 ficando empatado em todos os critérios com a Desportiva/ES. Desta forma, aconteceria um sorteio para definir quem avançaria para o ‘mata-mata’. Mas o artilheiro Reinaldo Alagoano desencantou e no último minuto de jogo marcou um gol e garantiu o avanço da equipe raposeira com uma vitória por 2x0.

Dinossauro aguerrido

Contra todas as expectativas, o Sousa venceu o Central, em pleno São João de Caruaru, e garantiu a classificação à próxima fase. Agora, a equipe sertaneja se prepara para receber o Fluminense de Feira de Santana/BA, primeiro colocado justamente do grupo do Campinense.

Veja todos os confrontos:

Atlético-AC x São Raimundo-PA

Gurupi x Princesa do Solimões

Rio Branco-AC x Altos

Santos-AP x São Francisco

Guarany de Sobral x Parnahyba

Globo FC x Maranhão

Juazeirense x Campinense

Fluminense de Feira x Sousa

América-RN x Comercial-MS

Ceilândia x Jacobina

União Rondonópolis x URT

Portuguesa-RJ x Aparecidense

Boavista-RJ x Espírito Santo

Operário-PR x Villa Nova-MG

São Bernardo x Metropolitano

São José-RS x Brusque

Regulamento confuso

Os 16 melhores primeiros colocados, entre os 17 grupos, formam o Bloco I, recebendo numeração de 1 a 16, em ordem crescente de suas respectivas chaves. Assim, por exemplo, o Atlético-AC ficou com o número 1, por ter sido líder do Grupo A1; o Gurupi, o número 2; o Rio Branco-AC, o número 3, e assim sucessivamente.

O pior primeiro colocado (Villa Nova-MG) se junta aos 15 melhores segundos colocados e formam o Bloco II. Eles recebem numeração de 17 a 32, também levando em consideração a ordem de seus grupos. Assim, o Princesa do Solimões foi o número 17 (segundo do Grupo A1), o São Raimundo-PA foi o número 18 (segundo do Grupo A2), e assim por diante.

Pelo regulamento, o primeiro do Bloco I (clube 1) enfrenta o segundo do Bloco II (clube 18); enquanto que o segundo do Bloco I (clube 2) enfrenta o primeiro do Bloco II (clube 17). Esse cruzamento se mantém nos confrontos seguintes.

Os times do Bloco I (os campeões de grupo, com exceção do Villa Nova-MG) fazem a primeira partida fora de casa e decidem a classificação para a terceira fase como mandantes. A CBF deve divulgar a tabela nos próximos dias. Vale lembrar que o gol marcado na casa do adversário é critério de desempate. Persistindo a igualdade no saldo de gols, a disputa vai para os pênaltis.

Relacionadas