terça, 11 de dezembro de 2018
Série D
Compartilhar:

Raposa perde e precisa reverter vantagem em CG

Franco Ferreira / 01 de julho de 2018
Foto: Pedro Chaves / FCF
A Raposa não saiu da primeira parte da decisão contra o Ferroviário (CE) da forma como queria, porém o rubro-negro mostrou muita garra e mesmo perdendo por 3 a 2, conseguiu minimizar o prejuízo que teria pela frente no jogo de volta. Os gols foram marcados por Edson Cariús, Juninho Quixadá e Janeudo para os cearenses, enquanto que Denílson e Danillo Bala descontaram para a Raposa.

Com este resultado, o Campinense precisa vencer por dois gols de diferença. Caso a vitória seja por 1 a 0, por exemplo, a Raposa decidirá o acesso nos pênaltis. Os 90 minutos finais acontecerão na próxima segunda-feira, dia 9, às 19h, em Campina Grande, no Estádio Amigão.

O jogo

O Campinense fez uma boa apresentação no primeiro tempo e até chegou a fazer um gol, através do atacante Danilo Bala, mas o árbitro marcou irregularidade, acusando o toque na bola com o braço, antes do chute.

Depois aconteceu o gol do Ferroviário, em cobrança de pênalti, por Edson Cariús. A penalidade máxima foi marcada, após uma falta cometida pelo experiente zagueiro Wiliam Goiano.

Mas, o Campinense não se intimidou e continuou jogando, de acordo com o esquema de contra-ataque e empatou. O gol foi marcado por Denilson, de cabeça.

O time de casa continuou insistindo em busca de aumentar o placar e conseguiu fazer 2 a 1, através do Juninho Quixadá, chutando da entrada da área, fechando o primeiro tempo do jogo.

No segundo tempo, a partida continuou com chances para os dois times.  O Campinense teve grande oportunidade nos pés de Danilo Bala, que chutou para fora.

O Ferroviário aumentou o placar com um belíssimo chute de fora da área com o meia Janeudo, anotando um golaço, sem chance de defesa para o goleiro Jefferson, fazendo 3 a 1 para o Ferrim.

O Campinense ainda conseguiu forças e em jogada de contra-ataque. O atacante Danilo Bala invadiu a área e colocou no meio da meta, descontando para 3 a 2. A Raposa quase empata, com o volante Jorginho que de voleio chutou na trave.

Relacionadas