sábado, 05 de dezembro de 2020

Série D
Compartilhar:

Paulo Moroni esconde o jogo do Campinense para partida contra o Globo

Geovanna Teixeira / 23 de julho de 2016
Foto: Arquivo
Mistério é a palavra de ordem no Campinense. Seguindo o mesmo ritual do último jogo, onde a Raposa venceu o Murici e avançou para a segunda fase da Série D, o treino de ontem no Estádio Amigão aconteceu com os portões fechados para a imprensa e curiosos. Na véspera da partida contra o Globo, pelo mata-mata do certame nacional, a formação rubro-negra que entrará em campo é mantida em sigilo.

Segundo o treinador, Paulo Moroni, a tática foi adotada para privar ao máximo possível que o time potiguar tenha informações sobre o Campinense antes do jogo. A esperança é que, novamente após um treino fechado, a Raposa vença a partida e consiga vantagem para o jogo da volta.

Os portões foram abertos para a imprensa acompanhar os últimos 20 minutos de treino no gramado do Amigão, mas o que foi observado foram apenas atividades simples com bola, sem grandes revelações sobre a escalação para o jogo de amanhã.

Existe a expectativa que os três recém contratados, o lateral-direito João Carlos, o meia Diogo e o atacante Vanger, sejam regularizados junto ao Boletim Informativo Diário (BID) da CBF para que estejam disponíveis caso o treinador queira fazer a estreia de algum deles.

Para encarar o Globo a Raposa não tem nenhum jogador suspenso. Desfalcarão o time os volantes Negretti e Fernando Pires, ambos com lesões na coxa .

Relacionadas