segunda, 20 de maio de 2019
Botafogo
Compartilhar:

Warley não joga a toalha e acredita na permanência do Belo na Série C

Allan Hebert / 08 de setembro de 2017
Foto: Rafael Passos
Principal ídolo da história recente do Botafogo, com três títulos estaduais e um Brasileiro da Série D em sua galeria de troféus, o centroavante Warley sabe que não será fácil manter o clube na Série C, mas não jogou a toalha. O atacante de 39 anos acredita na força do elenco alvinegro e quer a vitória diante do Sampaio Corrêa-MA, neste sábado (09), às 19h30, no Castelão, para depois pensar no resultado do jogo do Moto Club-MA.

Nono colocado, com apenas 18 pontos em 17 rodadas, o Botafogo necessita vencer a Bolívia Querida dentro de seus domínios e ainda precisa torcer por um tropeço do Moto Club, que visita o Fortaleza, na Capital cearense, no mesmo dia e horário. A “sorte” do Belo é que o Leão do Pici tem que vencer para confirmar sua classificação para as quartas de final.

"Essa vai ser a viagem mais difícil de todo esse período que estou aqui no Botafogo. Ainda temos uma esperança (de não cair), não dependemos mais da gente, mas temos uma possibilidade de vencermos o jogo e torcer por um tropeço do Moto Club, já que o Fortaleza precisa da vitória para se classificar. No entanto, primeiro temos fazer o nosso dever, que já é muito difícil vencer o líder, mas nos preparamos para ir lá buscar o resultado".

Autor do último gol do Bota na Série C, na derrota por 2 a 1 para o Confiança-SE, o W9 pode até começar jogando diante do Sampaio. Com um desconforto na coxa esquerda, o atacante Rafael Oliveira não treina com o elenco desde a última terça-feira. O camisa 19 viajou com o elenco na tarde desta quinta (07), mas segue como dúvida para o confronto.

“Eu estou aí para ajudar, sempre estive, e agora não será diferente. Tive essa felicidade de passar mais um ano sem se machucar, mas o Rafael vai viajar com a gente e vou estar ali como opção caso o Ramiro Souza (treinador) necessite para ajudar o Botafogo", concluiu o W9.

Relacionadas