quarta, 14 de novembro de 2018
Série C
Compartilhar:

Mesmo em situação confortável, Botafogo não entra no clima do ‘já ganhou’

Allan Hebert / 14 de setembro de 2016
Foto: Rafael Passos
A semana decisiva para o Botafogo na Série C do Brasileirão começou com uma conversa do técnico Itamar Schülle com o elenco, ontem à tarde, na reapresentação na Maravilha do Contorno. O teor do papo não deu para ouvir, mas o treinador pode ter pedido para o grupo não se acomodar com a classificação encaminhada para as quartas de final. O Belo só precisa de um empate contra o Fortaleza, domingo, às 19h, no Almeidão, e pode avançar até com uma derrota, caso ASA ou Remo não vençam.

Mais tarde, na coletiva, o treinador admitiu que a conversa foi justamente para alertar o grupo sobre o oba-oba, principalmente da torcida, que vem comemorando a classificação que ainda não foi confirmada.

"Aqui não tem acomodação, mas o que me preocupa são essas palavras que estão vindo de fora. Desde de domingo, assim que terminou a partida, a gente vê na televisão e na internet que o Botafogo tem mais de 99% de chances de classificação. E o torcedor começa a acreditar que o time está classificado. Acabei de alertar o grupo sobre isso. O quase não existe no futebol é só vamos comemorar quando confirmarmos a nossa vaga", explicou.

Schülle aproveitou para pedir o apoio da torcida neste jogo decisivo. "Precisamos do apoio do torcedor, que o torcedor lote o Almeidão, que o torcedor vá lá nos incentivar e brigar os 90 minutos juntos com a gente para conseguirmos o nosso objetivo", falou.

Baixas no Belo

O volante Sapé e o meia Pedro Castro receberam o terceiro cartão amarelo contra o ASA e desfalcam o Bota diante da equipe cearense.

Relacionadas