segunda, 11 de dezembro de 2017
Futebol
Compartilhar:

Revelado na base, Djavan se consolida como peça importante no elenco do Belo

Raniery Soares / 10 de abril de 2016
Foto: Rafael Passos
Um cara simples e que acredita muito em Deus. A definição do garoto Djavan é rápida e bastante precisa. De origem humilde e revelado pelas categorias de base do Botafogo, o volante de apenas 20 anos já conquistou um importante espaço no time titular do técnico Itamar Schülle, se mantendo no seleto grupo dos jogadores que possuem a melhor média de atuações na temporada 2016.

O seu início no Botafogo foi por acaso e a sua porta de entrada foi o time sub-15 do Alvinegro da Estrela Vermelha, há aproximadamente seis anos. Antes, Djavan fazia parte do elenco de futebol da AABB (Associação Atlética Banco do Brasil) e um dia, após um convite feito por um amigo que já atuava no Botafogo, fez a vida do volante mudar.

“Eu já tinha esse contato com o futebol, pois jogava em outro clube e certa vez um amigo me convidou para participar de alguns treinos no Botafogo. Quando eu cheguei participei de alguns treinos e fui buscando o meu espaço, quando finalmente consegui uma oportunidade para permanecer junto com o pessoal do sub-15”, comentou.

Antes de chegar ao bom momento vivido atualmente, o volante (mesmo já tendo o passe ligado ao Belo) teve a oportunidade de atuar em duas edições da Copa São Paulo de Futebol Júnior, além do futebol profissional, só que por outras equipes, a exemplo do Lucena (Primeira Divisão - 2014) e Miramar de Cabedelo (Segunda Divisão - 2015), em campanhas do Paraibano.

Sobre a sua condição profissional hoje, o jogador se revela uma pessoa feliz, principalmente pelas oportunidades que lhe estão sendo ofertadas.

“A gente fica feliz, né? Trabalhando forte e sempre esperando está pronto no momento em que o professor optar pela minha entrada. Graças a Deus tenho conseguido manter uma regularidade e que eu possa continuar neste bom momento”, disse.

Leia Mais

Relacionadas