terça, 17 de setembro de 2019
Futebol
Compartilhar:

Piza fecha treino e dúvida sobre o retorno de Marcos Aurélio persiste

Gabriel Botto / 15 de junho de 2019
Foto: Nalva Figueiredo
O elenco do Botafogo-PB realizou um treinamento fechado, na tarde de ontem, no Estádio Almeidão. Os trabalhos estão focados exclusivamente na partida de amanhã, no Estádio dos Aflitos, no Recife, às 18h, contra o Náutico-PE. O duelo de amanhã é muito importante para o Belo, pois é a chance de se consolidar na zona de classificação do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro.

A equipe do Botafogo-PB está ansiosa pelo retorno do meia Marcos Aurélio, capitão e camisa 10 da equipe comandada pelo treinador Evaristo Piza, que ainda se recupera de uma lesão na coxa direita. De acordo com Marcos Vinícius, ainda não é certeza a presença do baixinho entre os titulares amanhã, mas a expectativa é grande.

“Estamos ansiosos pelo retorno do Marcos Aurélio. Não sabemos ainda se ele está com 100%, se ele vai jogar realmente amanhã, mas creio que, quando ele voltar, ele vai nos reforçar e fazer grandes jogos para nos ajudar, como ele vinha fazendo antes da lesão”, pontuou Marcos Vinícius.

Sobre o duelo, o meia Marcos Vinícius caracterizou a partida como um ‘jogo de seis pontos’, visto que as equipes estão muito próximas na tabela da competição nacional, sendo determinante para o posicionamento de ambas no topo da classificação, visando, logicamente, passar de fase para as quartas de final da Terceirona.

“É um jogo de seis pontos para a gente. Estamos com um ponto na frente deles, então é uma partida muito importante. Trabalhamos muito forte durante toda essa semana, para fazer um ótimo jogo amanhã contra o Náutico lá nos Aflitos”, disse o meia.

Recentemente, depois da chegada do meia Juninho, Marcos Vinícius estava sendo escalado fazendo um papel mais ofensivo, desempenhando a função de um meia de ligação, diferentemente do início da temporada, quando o camisa oito do Belo jogava mais recuado, fazendo dupla com Rogério, como volante do Alvinegro da Estrela Vermelha. Sobre isso, Marcos Vinícius disse que prefere jogar mais atrás, assim como a escalação da partida contra o Globo-RN, onde ele foi um dos destaques da equipe.

“Desde o começo da temporada que eu vinha trabalhando como segundo volante, então eu acho que me adaptei mais como segundo volante do que jogando mais na frente, como vinha jogando nessas últimas partidas”, completou.

Adversário. Marcos Vinícius avaliou a equipe do Náutico, afirmando que, desde o último confronto entre as equipes, pela Copa do Nordeste, o adversário passou por várias mudanças no elenco. “É um time que mudou bastante desde a semifinal da Copa do Nordeste, então o professor Evaristo Piza nos passou um pouco do que eles mudaram na Série C, como eles estão, como eles jogam. Então, vamos trabalhar ali no erro deles para sair de campo com a vitória”, finalizou o camisa oito do Botafogo-PB.

Relacionadas