domingo, 15 de julho de 2018
Futebol
Compartilhar:

Pela primeira vez na Rússia, Copa do Mundo inicia hoje sua 21ª edição

Redação / 14 de junho de 2018
Foto: Divulgação
Já é Copa. Não só na Rússia, mas em todo o planeta, afinal a competição esportiva mais envolvente do mundo faz com que todas as nacionalidades, até mesmo as que não estão com seus países no torneio, param para assistir a briga pela taça.

Aceso pela chama do hexa, o povo brasileiro acredita que será dessa vez que a ‘Seleção Canarinha’ conquistará o seu sexto título, embalados pelo comando do técnico Tite.

Ao contrário de edições anteriores da competição, poucos líderes estrangeiros no palco das autoridades e a tradicional cerimônia de abertura reduzida darão o tom do início da Copa. As várias crises entre a Rússia e o Ocidente e o pouco apelo esportivo do jogo de abertura - entre a Rússia e Arábia Saudita - pesaram para que se optasse pela simplicidade e modéstia.

De acordo com o prefeito da capital russa, Sergei Sobyanin, uma dúzia de líderes estrangeiros estará ao lado do presidente russo Vladimir Putin e do presidente da FIFA, Gianni Infantino, no estádio de Moscou.

Um show de não mais do que 30 minutos está programado com o astro pop britânico Robbie Williams, junto com a soprano russa Aida Garifullina, apresentada como “uma das jovens vozes mais aclamadas da Rússia”.

O ex-jogador Ronaldo, campeão mundial com o Brasil em 1994 e 2002, também estará presente.

A Fifa confirmou que Pelé não estará em Moscou para a abertura da Copa do Mundo.

A entidade não sabe dizer se o ex-jogador brasileiro viajará para o restante da competição. Em conversas informais, os funcionários da entidade mostram pessimismo com as chances de tê-lo em eventos da Copa.

Se ficar no Brasil, Pelé estará afastado da competição pela primeira vez desde 1958. Em 1954, ele tinha 14 anos e ainda morava em Bauru, interior de São Paulo. Pelé atuou entre 1954 e 1970. A partir de 1974 sempre esteve presente como garoto-propaganda, convidado da Fifa ou comentarista esportivo (1986, 1990 e 1994).

A largada é nesta quinta-feira (14) e o mundo inteiro  está com os olhos completamente direcionados para o maior espetáculo esportivo da Terra.

A expectativa ficará por conta de bons jogos e claro, saber se algum favorito (Brasil, Alemanha, França, Bélgica, Argentina, Portugal ou a Espanha, que demitiu seu treinador, colocou Hierro para ‘tapar buraco’ e vive profunda crise) conquistará o título ou se haverá uma surpresa.

E para você, a Copa da Rússia tem mais clima de hexa ou será que o ‘Fantasma do 7 a 1’ já foi superado por nós?

Relacionadas