quarta, 20 de setembro de 2017

Nacional de Patos faz ‘peregrinação’ no MPPB e consegue antecipar reunião

Da Redação / 15 de setembro de 2017
Foto: Divulgação/FPF
Reunião - São Paulo Crystal, Nacional e FPF
Inconformado por não ter entrado em campo na quarta-feira (13), o Nacional de Patos ‘peregrinou’ pelos órgãos de justiça e segurança, em João Pessoa. A meta era sensibilizar os poderes, para que a reunião antes marcada somente para o dia 25 fosse antecipada. Após uma conversa com o promotor do Ministério Público, Glauberto Bezerra, o encontro acontecerá agora na próxima segunda-feira (18) e deve definir todos os detalhes da partida entre São Paulo Crystal e Nacional de Patos.

Com esta novidade, a partida que vale a segunda vaga na elite do futebol estadual em 2018 deverá acontecer no dia 20 ou 21 deste mês. A diretoria do Nacional de Patos já adiantou que aceita jogar no estádio Carneirão, em Cruz do Espírito Santo, desde que a Polícia Militar garanta a segurança do time e dos torcedores.

O MP Procon começou a fazer parte dessa história, depois que torcedores do Verdão Maravilha procuraram o órgão para reclamar sobre o preço de R$ 100 que estava sendo cobrado pela diretoria do Tricolor para a partida. Em uma primeira reunião, já ficou definido que os valores não poderão passar de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

O diretor de futebol do Nacional de Patos, José Ivan dos Santos, disse que caso a decisão só fosse no dia 25 as despesas do clube aumentariam, ao ponto que a diretoria precisaria refazer todos os cálculos e até mesmo prorrogar os contratos dos atletas.

“Acredito que foi uma decisão muito sensata por parte do promotor Glauberto Bezerra e agora ficamos na expectativa para a definição da data. Nos nossos cálculos, a partida deve acontecer no dia 20 (quarta-feira) ou 21, mas vamos ouvir o que o Ministério Público e as forças de segurança vão apresentar como sugestões. O que nós queremos mesmo é jogar. Com essa situação, só quem perde é o futebol”, frisou Ivan.

Relacionadas