quinta, 26 de novembro de 2020


São Paulo Crystal e Nacional de Patos decidem vaga com ingressos por R$ 100

Franco Ferreira / 13 de setembro de 2017
Foto: Rafael Passos
O torcedor vai pagar um preço ‘salgado’ para assistir São Paulo Crystal e Nacional de Patos: o valor do ingresso será de R$ 100. O jogo desta quarta-feira (13), às 20h, ganha mais polêmica, pois será disputado no Almeidão, em João Pessoa. A informação foi confirmada pelo vice-presidente do Tricolor, Ironaldo Silva (Nal).

Antes programado para o Carneirão, em Cruz do Espírito Santo, a Federação Paraibana de Futebol (FPF) decidiu acatar a decisão da Polícia Militar, que temendo um confronto entre as torcidas, preferiu transferir o local da partida.

Tudo isso começou após a vitória do Nacional por 2 a 1, no jogo de ida, em Patos, onde foi registrado uma série de tumultos. Dirigentes fizeram acusações e até uma mensagem foi postada nas redes sociais do prefeito de Cruz do Espírito Santo, Pedro Gomes (Pedrito). Os torcedores do Verdão Maravilha entenderam como uma ameaça e pediram providências à FPF.

A alegação dos diretores do Nacional de Patos foi que o estádio Carneirão não oferece condições para sediar um jogo de maior porte e principalmente com o clima de rivalidade que foi criado fora de campo. Uma das medidas adotadas pela PM foi limitar a quantidade de torcedores para 1.200, que é o público que o Carneirão pode receber e por isso, a torcida do time patoense só terá acesso a 120 ingressos, que é a garantia mínima imposta pelo Estatuto do Torcedor.

O vice-presidente do São Paulo Crystal, Ironaldo Silva (Nal) disse que o Tricolor jogou várias partidas no Carneirão (com exceção apenas das primeiras rodadas, que foram no Ivan Thomaz) e nenhum episódio envolvendo violência foi registrado pela Polícia Militar.

"O São Paulo enfrentou no Carneirão times como Miramar, Spartax e Femar, sem que tenha sido registrado qualquer tumulto. Como é que tiram nosso direito de atuar em casa? Isso é uma armação, pois sabem da nossa força jogando em casa", disse o dirigente.

Relacionadas