segunda, 18 de janeiro de 2021

Futebol
Compartilhar:

Itamar Shülle questiona atuação da arbitragem após derrota para o Sousa

Raniery Soares / 12 de abril de 2016
Foto: Rafael Passos
“É raro jogar em Sousa e não ter um pênalti para eles”. Esta frase norteou o discurso de Itamar Schülle, após a derrota para o Sousa por 3 a 1, no jogo de ida da fase mata-mata do Campeonato Paraibano. O técnico frisou que principalmente a primeira penalidade marcada pelo árbitro Eder Caxias na partida realizada no Marizão influenciou no desenvolvimento da partida.

“Um pênalti no momento em que foi assinalado muda muita coisa. É raro jogar em Sousa e não ter um acontecimento desse tipo. Ali [no lance] decide um jogo, decide uma postura de se jogar. Você percebe que a bola está saindo da grande área, não tem perigo nenhum de gol e acaba batendo na mão do Zeca. A CBF e a Fifa já discutiram sobre isso e pelo menos pra mim, ficou claro que não foi pênalti”, afirmou.

Itamar ainda disse que o time veio de um cansativo jogo no meio da semana e por isso o rendimento não foi o esperado. Porém, ele ressaltou que no jogo da volta, programado para o dia 24 deste mês, o Sousa pode até tentar, mas a vitória e consequentemente a classificação ficarão com o Bota.

Leia Mais

Relacionadas