terça, 19 de março de 2019
Futebol
Compartilhar:

Ídolos de outrora, Lima e Delany tentam classificar Nacional de Patos

Allan Hebert / 12 de agosto de 2018
Foto: Rafael Passos
Ídolos da história do Nacional de Patos, o ex-zagueiro Lima e o ex-atacante Delany agora tentam construir uma carreira de sucesso fora das quatro linhas. Hoje, os dois são técnico e auxiliar-técnico, respectivamente, da equipe sub-19 do Canário do Sertão, que hoje pode se classificar pela segunda vez na história para a Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Após empatar com o CSP no jogo de ida em 0 a 0, na última quarta-feira, no Almeidão, o Nacional precisa apenas de uma vitória simples na partida de hoje, às 17h, no estádio José Cavalcanti, em Patos. O time sertanejo só disputou a competição nacional uma vez e foi justamente com Lima no comando.

Treinador das equipes de base do Nacional desde que pendurou as chuteiras, no início dos anos 2000, Lima levar a equipe à Copinha após sete anos longe. A única participação foi em 2011, quando o time patoense acabou sua participação no Grupo U com três derrotas em três jogos. O comandante alviverde revelou que sonhava em disputar a competição quando era jogador, mas não conseguiu. Agora ele quer levar seus pupilos ao torneio.

“Quando era jogador tinha o sonho de disputar a Copinha, mas não consegui. No meu último ano como júnior, estava confiante em ir, mas acabaram levando a base do Bahia e acabei ficando de fora. Graças a Deus depois consegui realizar esse sonho como treinador de base e quero ir de novo, porque é o clima é muito gostoso e a competição é uma grande vitrine para o futebol brasileiro”, revelou.

Um dos principais ídolos da história recente no Nacional de Patos, o ex-goleador Dalany, de 39 anos, encerrou a carreira recentemente e está em sua primeira experiência como auxiliar. Com o objetivo de se tornar treinador nos próximos anos, o profissional aceitou o convite para passar sua experiência e ajudar a colocar a equipe na Copinha de 2019.

“Eu quero seguir minha carreira como treinador. Estou começando aqui, daqui a pouco posso auxiliar algum treinador na primeira divisão, quem sabe até no próprio nacional, e por aí vai. Já tive até proposta para assumir o comando do Esporte de Patos na segunda divisão, mas ainda não me sinto preparado”, declarou.

Filho tenta seguir os passos de Lima

O ex-zagueiro Lima não conseguiu realizar seu sonho de disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior, mas está próximo de ver um dos seus filhos realizando o feito. Mesmo com apenas 15 anos, João Marcelo é titular da equipe sub-19 que disputa o Paraibano e está próximo de carimbar seu passaporte para a competição que é considerada a maior vitrine do futebol brasileiro.

"Com certeza é um orgulho em dobro, ter meu time e meu filho na competição. Como eu lhe falei, não consegui jogar a Copinha, mas quem sabe não verei meu filho realizando o dele, que é o que ele mais quer também", comentou Lima.

João Marcelo, que ainda ostenta uma timidez de um garoto que está começando sua trajetória no mundo da bola, falou da alegria de ser treinado por seu pai e revelou que está ansioso para carimbar a participação do Nacional da Copinha.

“É um orgulho trabalhar com o meu pai e ter a confiança dele. Estamos fazendo uma boa campanha no Paraibano e esperamos conquistar essa vaga na Copa São Paulo. Estamos trabalhando forte nesse objetivo”, contou.

Assim como o pai, João Marcelo espera fazer uma carreira bonita no Nacional de Patos e depois trilhar outros caminhos. “Quero começar aqui e depois tentar jogar em grandes clubes do futebol brasileiro. Meu sonho é um dia jogar pelo Flamengo, que é meu time do coração”, concluiu.

DNA bom

A família de Delany tem história na Paraíba. Seu pai Clóvis defendeu vários times e fez muitos gols por onde passou. Seus tios Menon e Bero também fizeram muito sucesso. David, filho do antigo centroavante do Naça, agora inicia sua trajetória no time sub-19 do Verdão Maravilha.

Relacionadas