sábado, 21 de julho de 2018
Futebol
Compartilhar:

Federação de Futebol do Rio de Janeiro veta árbitros paraibanos

Allan Hebert / 18 de maio de 2018
Foto: Divulgação
O escândalo divulgado pela Operação Cartola, que investiga suspeita de manipulação de resultados e outras irregularidades no futebol da Paraíba, começa a trazer consequências para os nossos clubes. Neste semana, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) enviou ofício à CBF solicitando que a Comissão Nacional de Arbitragem vete profissionais do quadro da Paraíba em jogos de times cariocas. Além disso, a entidade também não quer árbitros cariocas em jogos de times do nosso Estado. E o ofício já deu resultado para próxima rodada da Série C do Brasileiro.

A partida entre Santa Cruz-PE e Botafogo, que será disputada no próximo sábado, às 19h, no estádio Arruda, em Recife, seria conduzido por um trio de arbitragem do Rio de Janeiro. No entanto, a CBF alterou a escala e colocou profissionais de São Paulo para o jogo válido pela 6ª rodada da Terceirona.

Antes, o jogo teria o comandado por Rodrigo Nunes de Sá, Wendel Paiva Gouvea e Thiago Gomes Magalhães. Agora, os paulistas José Cláudio Rocha Filho, Rogério Pablos Zanardo e Miguel Caetano Ribeiro da Costa. O pernambucano Luiz Sobral foi mantido como quarto árbitro.

Sobre o pedido de veto de árbitros paraibanos em partidas de times cariocas, vale lembrar que a Comissão Nacional de Arbitragem já havia suspendido todos os profissionais que estão sendo investigados pela Operação Cartola. Os demais seguem livres para serem escalados nas competições nacionais em curso.

O pedido da Federação do Rio é para que tal panorama seja mantido até que a CBF restitua e declare a normalidade na Federação Paraibana de Futebol. A FPF, inclusive, sofreu uma intervenção enquanto acontecem as investigações. Ontem, Fábio Boson Gambogi assumiu a entidade no lugar do presidente Amadeu Rodrigues, que foi afastado do cargo.

Relacionadas