segunda, 18 de janeiro de 2021

Futebol
Compartilhar:

Crise: sem vencer a seis jogos, Campinense dispensa jogadores

Allan Hebert e Marques de Souza / 31 de janeiro de 2017
Foto: Rafel Passos
A campanha ruim do Campinense no Campeonato Paraibano 2017 fez novas vítimas. Após o técnico Paulo Foiani ser demitido antes do clássico contra o Treze, ontem foi a vez do presidente William Simões anunciar as dispensas do zagueiro Anderson Alagoano, do volante Sidney, do meia Marcos Paullo e do atacante Azul. A barca ainda pode ser completada com mais dois atletas, que ainda não tiveram seus nomes divulgados.

Anunciado pela diretoria para ser o maestro da Raposa na temporada, Marcos Paullo não conseguiu repetir o bom desempenho mostrado no Moto Club-MA. Contratado a peso de ouro, o atleta, que ganha R$ 17 mil por mês, relutou ao ser dispensado e ainda negocia algumas cláusulas de sua rescisão.

Os cartolas rubro-negros agora correm em busca de reforços. Um dos nomes cotados é o meia-atacante Jussimar, um dos destaques da campanha do ano passado, quando o clube conquistou o bicampeonato paraibano e foi vice-campeão da Copa do Nordeste.

A Raposa vive um período turbulento. Depois de começar o Campeonato Paraibano com uma goleada por 4 a 1, o time não conseguiu mais repetir o bom rendimento e não sabe o que é vencer há seis partidas. O jejum de vitórias obrigou jogadores e comissão técnica a ligar o alerta. Após a derrota contra o Internacional, no domingo, o Campinense ficou mais próximo da parte de baixo da tabela que do G-4. E em caso de derrota para o Botafogo-PB, no clássico de amanhã, pode terminar a rodada na zona de rebaixamento.

Relacionadas