quarta, 20 de janeiro de 2021

Campinense
Compartilhar:

Campinense decide a vida contra o Sport, valendo vaga para a próxima fase do Nordestão

Marques de Souza / 02 de abril de 2017
Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife
“Vai ser um jogo mais difícil ainda”. Foram com essas palavras que a delegação do Campinense desembarcou em Recife/PE para concluir, na tarde de hoje, a batalha das quartas de final da Copa do Nordeste. Após vencer no Amigão por 3 a 1, o único representante da Paraíba no torneio entra em campo às 16h, contra o Sport, na Ilha do Retiro. Carrasco do time pernambucano em 2013 e 2016, a Raposa quer manter o retrospecto positivo para vencer e sair de campo classificado rumo às semis.

O Sport vive uma situação mais difícil, já que precisa vencer por 2 a 0 ou mais. Se levar um gol, precisa fazer três de diferença. Caso o Leão vença por 3 a 1, por exemplo, a partida vai para os pênaltis. Já para a Raposa, qualquer vitória, empate ou derrota por um gol de diferença carimba a classificação.

O técnico Ney da Matta não deve fazer alterações na equipe. O comandante elogiou bastante a atuação do time nos últimos dias. Mas os jogadores estão conscientes de que precisam repetir o bom desempenho que mostraram no Amigão. “O Sport é uma grande equipe, de Série A, de jogadores de muita qualidade, um nível alto, e nossa equipe conseguiu fazer um grande jogo na ida. Marcamos bem, conseguimos sair com um resultado positivo. Mas a gente sabe que hoje vai ser um jogo mais difícil ainda. Temos que entrar concentrados para que a gente possa manter esse placar”, analisou o zagueiro Joécio.

O Campinense, além do placar, precisa repetir os pontos positivos da última atuação. A boa marcação no meio-campo, triangulações na intermediária ofensiva e as jogadas pelas pontas, além dos cruzamentos para Reinaldo Alagoano, foram os destaques da equipe. Para a partida de hoje, como o Sport deve tomar a iniciativa do jogo por precisar do resultado, a Raposa tem a possibilidade de usar a velocidade para surpreender. É nisso que a comissão técnica trabalha.

No Sport, Mansur e Ronaldo Alves, que jogam pelo lado esquerdo, terão atenção redobrada com Augusto, que teve grande atuação na partida em Campina Grande. Isso porque o técnico Ney Franco admitiu que o grande problema de sua equipe no jogo de ida foi o fraco desempenho pelos lados do campo. O goleiro Magrão, que salvou o time em, pelo menos, três ocasiões, pediu uma mudança de postura.

“É uma desvantagem grande, a gente sabe disso. Mas, ao mesmo tempo que eles fizeram três gols no Amigão, a gente tem condições de reverter isso. A gente tem que ter mais atenção, mais concentração. Temos que mudar nesse aspecto”, concluiu. Sport e Campinense colocam em campo, logo mais, tradição e “ambições regionais” para selar quem garante a vaga nas semi-finais da Copa do Nordeste de 2017.

Relacionadas