quarta, 24 de fevereiro de 2021

Campeonato Paraibano
Compartilhar:

“A liberação dos estádios não depende de mim”, garante procurador Valberto Lira

Franco Ferreira / 02 de agosto de 2017
Foto: Dayse Euzébio/Arquivo Correio
A liberação dos estádios que ainda estão pendências para serem utilizados nos jogos da Segunda Divisão do Campeonato Paraibano não depende mais do procurador de justiça do Ministério Público da Paraíba, Valberto Lira. Ele afirmou nesta terça (1), em entrevista ao Correio, que o caso foi encaminhado para as procuradorias do consumidor das cidades de João Pessoa, Guarabira, Patos, Teixeira, Patos e Pombal.

Com isso, a polêmica sobre o início da competição, previsto para o próximo domingo, ainda deve ter um novo capítulo. “Os dirigentes dos clubes que dependem de liberação de estádio devem correr atrás das procuradorias de suas cidades. Encaminhei a documentação e procuradores vão se pronunciar, liberando os estádios ou não”, afirmou Valberto Lira.

Segundo o procurador, que responde pela segurança nos estádios de futebol da Paraíba, o assunto pode ser resolvido ainda nesta quarta (2). Estão com pendência os estádios da Graça e CT Ivan Tomaz (João Pessoa), José Cavalcanti (Patos), Dorjão (Teixeira), Sílvio Porto (Guarabira), Carneirão (Cruz do Espírito Santo) e Pereirão (Pombal).

Apenas os estádios Almeidão, em João Pessoa; Amigão e Presidente Vargas, em Campina Grande estão liberados sem restrições. O presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues Filho, admitiu que caso siga nesta incerteza, a primeira rodada do Estadual será adiada. Ele prometeu esperar até o final da tarde desta quarta para se posicionar.

A tabela programa a estreia para domingo, com quatro jogos: Desportiva Guarabira x Miramar, Spartax x São Paulo-PB, Sport Campina x Picuiense e Nacional de Patos x Nacional de Pombal.

Relacionadas