quarta, 14 de novembro de 2018
Futebol
Compartilhar:

Botafogo faz mistério no último treino, antes de ‘decisão’ contra o Boa

Allan Hebert / 29 de setembro de 2016
Foto: Raniery Soares
Em clima de mistério, o Botafogo-PB fechou seu último treino de preparação para o duelo contra o Boa Esporte-MG, nesta sexta-feira (30), às 21h, no Estádio Almeidão, em João Pessoa, pelo jogo de ida das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro. Time só tem uma baixa confirmada para o jogo.

Hoje de manhã, sem a presença da imprensa, o técnico Itamar Schülle comandou um treino coletivo em campo reduzido e depois trabalhou algumas jogadas de bola parada. Só na parte final da atividade, quando os jogadores treinavam finalizações, o comandante liberou a entrada de jornalistas e de torcedores, que fizeram uma linda festa na arquibancada do palco do jogo de amanhã.

Apesar da tentativa de esconder o jogo, o técnico só tem um desfalque certo para a partida. O volante Sapé, que rompeu um cisto no joelho direito, segue em tratamento intensivo e está fora de combate. A expectativa, segundo o preparador físico Carlos Alberto Gamarra, o jogador deve ter condições para o jogo de volta, no dia 09 de outubro, em Varginha.

Com a baixa de Sapé, os volantes Val, João Paulo e Henik brigam por uma vaga no time titular. Uma espécie de coringa no elenco de Itamar Schülle, já que atuou no meio-campo e como lateral-direito, João Paulo não entregou se vai para o jogo, mas revelou a expectativa de iniciar a partida.

“Graças a Deus que está dando certo e na posição que ele (Itamar Schülle) quiser me usar estou à disposição. Independente de quem jogar, o importante é que gente tem um elenco forte e isso tem feito a diferença nesta Série C”, destacou o volante.

Torcida marca presença no último treino

web_2909-treino-do-botafogo-rs_0004

Diferencial para o time durante toda a campanha na Série C do Brasileirão, a torcida do Botafogo se fez presente na parte final da última atividade antes da primeira parte da ‘decisão’, ontem de manhã, no Almeidão. Com fogos, bandeiras e animação de sobra, a massa alvinegra fez a festa para incentivar o elenco na véspera do jogo.

A torcida foi sempre o 12º jogador na caminhada do Belo na competição nacional e, neste jogo, mais do que nunca, será essencial para o time conquistar um bom resultado. Em nove jogos na Série C deste ano, 70.936 apaixonados pelo clube compareceram aos jogos na Capital, uma média de 8.867 torcedores por partida.

Relacionadas