sexta, 26 de fevereiro de 2021

Futebol
Compartilhar:

Botafogo encara reta final da primeira fase da Série C como cinco finais

Allan Hebert / 08 de agosto de 2017
Foto: Darlando Barros/Cortesia
Salgueiro x Botafogo - Darlando Barros/Cortesia (2)
Sem vencer uma partida desde o dia 24 de junho e vindo de seis derrotas consecutivas na Série C do Campeonato Brasileiro, o Botafogo despencou na tabela e agora está seriamente ameaçado pelo risco de rebaixamento. Até por isso, o técnico Ademir Fonseca afirmou que os cinco jogos que restam a equipe na competição nacional serão tratados como final de campeonato.

“Eu penso desta forma. O jogo contra o Moto Club-MA tem que ser encarado como a primeira de cinco finais na Série C. O espírito do time no jogo contra o Salgueiro já foi bem aguerrido, disputou cada palmo do campo com uma intensidade muito grande, mas infelizmente não foi transformado em resultado”, disse Fonseca, em coletiva na reapresentação da equipe, na tarde de ontem.

Apesar do revés em sua estreia, no jogo contra o Salgueiro, no último sábado, fora de casa, o Ademir Fonseca gostou do que viu e elogiou a equipe. O técnico lamentou apenas a grande atuação do goleiro adversário (Mondragon), que teve noite inspirada no Cornélio de Barros.

“Gostei muito da entrega, da disposição da equipe, apesar do pouco tempo que tivemos de treinamento. Gostei muito do poder de criação, mas futebol é detalhe e quem não faz acaba levando. Nós também esbarramos no Mondragon em grande noite e ele acabou definindo o resultado”, concluiu o técnico.

Para o jogo contra o Moto Club, domingo, às 16h, no Estádio Almeidão, o Botafogo novamente não terá em campo o volante Djavan. Se recuperando de uma catapora, o jogador já não entrou em campo contra o Carcará e ficará de fora também diante da equipe maranhense.

Relacionadas