terça, 22 de agosto de 2017
Futebol
Compartilhar:

Bota tem caminhada difícil na Copa NE e Schülle já pensa no resto da temporada

Raniery Soares / 12 de março de 2016
Foto: Arquivo
Faltando apenas uma rodada para o fim da primeira fase da Copa do Nordeste, a campanha deste ano não era o que o Botafogo imaginava. Com cinco pontos em cinco jogos e uma classificação que depende de uma difícil combinação de resultados, o discurso do técnico Itamar Schülle já se volta para a valorização dos campeonatos que o time ainda tem pela frente: Paraibano, Copa do Brasil e Brasileiro da Série C.

“Avalio que o nosso time está em evolução. A Copa do Nordeste para nós foi melhor que a do ano passado, mas mesmo assim, não conseguimos passar desta primeira fase. O trabalho para nós não acaba aqui, muito pelo contrário, ele só começa e precisamos continuar crescendo no Paraibano, com a garantia de uma vaga na próxima fase, além de brigarmos pelo título. O Estadual é o que nos garante na Copa do Brasil e na Copa do Nordeste do próximo ano, por isso é bom lembrar que não podemos esquecê-lo”, disse Schülle.

A postura do Botafogo sempre tem sido acima da média no primeiro tempo de várias partidas. O time entra em campo determinado e até consegue em alguns casos marcar gols, mas sempre na volta do intervalo, adotam uma postura que beneficia apenas o adversário.

Essa história se repetiu diante do River-PI no Almeidão, durante o jogo realizado na quinta-feira. Um gol no final do segundo tempo atrapalhou os planos do Belo, que agora precisa vencer o Sport-PE por pelo menos 3 a 0, ainda torcendo por um empate em 0 a 0 entre Fortaleza e River.

Com um novo jogo marcado para amanhã, às 16h, no Almeidão, o Botafogo terá pela frente o Sousa, que ainda luta pela classificação. No primeiro encontro entre as duas equipes, o Belo venceu apertado por 2 a 1 e agora, o Itamar Schülle já prevê um difícil combate.

Relacionadas