quarta, 17 de julho de 2019
Futebol
Compartilhar:

Após início de temporada avassalador pelo Botafogo, meia cai de rendimento

Gabriel Botto / 07 de junho de 2019
Foto: Nalva Figueiredo
Um dos destaques do Botafogo-PB na temporada, o meia Clayton vive um momento delicado no ano. Há mais de um mês e meio sem marcar gols, o desempenho do atleta caiu drasticamente, mesmo com a renovação de seu contrato, que aconteceu no início da temporada, por justamente, à época, estar marcando gols e contribuindo para os triunfos do Belo no Campeonato Paraibano, Copa do Brasil e Copa do Nordeste.

Artilheiro do Alvinegro da Estrela Vermelha juntamente com o atacante Nando, as boas atuações do camisa sete estão fazendo falta à equipe da Maravilha do Contorno, que vem de uma sequência de três derrotas nos últimos quatro jogos. A última boa atuação do meia foi na final do Campeonato Paraibano, quando abriu o placar na vitória contra o Campinense, que deu o título da competição do Botafogo-PB.

De lá para cá, Clayton jogou em oito oportunidades, permanecendo em campo durante os noventa minutos em seis partidas, sendo substituído em outros dois jogos. O meia não marcou nenhum gol nesse período e deu apenas uma assistência. Apesar desse dado negativo, o treinador Evaristo Piza acertou nas alterações. Nos nove jogos do Belo após o título do Paraibano, mais da metade dos tentos marcados vieram do banco de reservas.

A dupla faz falta. Um fato que chama a atenção sobre a má fase de Clayton, é a ausência do meia Marcos Aurélio em quase todas as partidas desde o título estadual. Após a lesão na coxa direita, camisa 10 do Belo só entrou em campo em duas ocasiões, contra o Náutico-PE, pela semifinal da Copa do Nordeste e na decisão do torneio regional, contra o Fortaleza, no Estádio Almeidão. E, mesmo entrando em campo, o capitão da equipe não atuou durante os 90 minutos, sendo substituído no decorrer da partida.

Antes da lesão de Marcos Aurélio, enquanto os atletas estiveram juntos em campo, o Botafogo-PB obteve um retrospecto muito positivo, com apenas uma derrota na temporada, contra o Londrina-PR, pela terceira fase da Copa do Brasil, por 2 a 0, em João Pessoa. Fora essa derrota, a dupla do meio de campo do Belo fizeram 23 jogos, sendo 17 vitórias, 5 empates e apenas uma derrota.

Dúvida. O retorno da dupla Clayton e Marcos Aurélio ainda não tem data certa para acontecer. O meia segue se recuperando da lesão na coxa e ainda é dúvida para a partida deste domingo contra o Globo-RN. Enquanto isso, o treinador Evaristo Piza deve quebrar a cabeça para colocar um substituto à altura. À disposição no elenco ele tem: Enercino, Erivelton, Wellington Cézar e Serginho.

Relacionadas