quarta, 19 de dezembro de 2018
Futebol
Compartilhar:

14 desportistas paraibanos buscaram a vitória nas Eleições 2016

Raniery Soares / 04 de outubro de 2016
Foto: Raniery Soares
Aldeone-Abrantes---Treino-do-Sousa---08012016---RanierySoares-(6)
Um velho ditado dizia que "futebol e política são coisas que não se discute", mas será que estes dois mundos podem andar lado a lado? Na Paraíba, 14 nomes que possuem ligação direta com o futebol estadual concorreram nas eleições que aconteceram neste fim de semana.

Membros de torcidas, dirigentes e ex-jogadores de Botafogo, Treze, Campinense, Nacional de Patos, Esporte de Patos e Sousa estiveram brigando por vagas nas câmaras municipais e até uma prefeitura. Além disso, a arbitragem também contou com dois representantes.

Apenas dois conseguiram ser eleitos: o ex-secretário de Esportes do Governo, Tibério Limeira e o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes. Ambos ficaram entre os mais bem votados nas cidades de João Pessoa e Sousa, respectivamente.

Um caso interessante aconteceu no Botafogo, onde três diretores concorreram no pleito O presidente do Conselho Deliberativo, Nelson Lira esteve como vice na chapa com Charliton Machado (PT), candidato à prefeito de João Pessoa, enquanto que o vice-presidente financeiro, Sérgio Meira e o vice de futebol, Zezinho Botafogo concorreram ao parlamento da Capital.

Na Região Metropolitana de João Pessoa, precisamente na cidade de Santa Rita, o ex-craque Raminho, que preferiu usar o seu nome junto ao do Botafogo também disputou o pleito eleitoral.

A Paraíba ainda teve representantes da arbitragem concorrendo ao cargo de vereador. Foi o caso de Eder Caxias, em João Pessoa, que já havia sido candidato a deputado estadual nas eleições de 2014 e na Rainha da Borborema, Emanuel Diniz esteve disputando uma vaga para a Câmara Municipal.

Mas, a briga em Campina Grande envolve até as torcidas dos seus maiores times: Campinense e Treze. Conhecido por liderar a Tocha Alvinegra, Francisco Pinto Sobrinho, ou melhor, Chico da Tocha também esteve participando do pleito eleitoral. Se a rivalidade dentro de campo existe, fora dele também, já que o torcedor do Campinense Kleber Cabral fez questão de igualmente brigar por uma vaga. Ainda teve espaço para ex-ídolos, como é o caso de Roberto Michelly, jogador que fez história no rubro-negro.

Em Patos, no Sertão paraibano, Marco César do Esporte e Zé Ivan do Nacional foram candidatos exatamente com estes nomes, mas não conseguiram se eleger. O primeiro é o atual presidente do Esporte Clube de Patos e o segundo, dirigiu o Canarinho do Sertão em 2007, ano em que o time foi campeão paraibano. Ivan já havia disputado uma vaga de vereador no pleito passado, mas também não conseguiu êxito.

esportes-jogadores-e-politica

Relacionadas