sexta, 15 de janeiro de 2021

Esportes
Compartilhar:

Elenco do Campinense lamenta derrota, mas já fala em mudança de foco

Marques de Souza / 09 de fevereiro de 2017
Foto: Antônio Ronaldo
Antônio Ronaldo/Correio da Paraíba
O elenco do Campinense ainda não digeriu a derrota para a Ponte Preta. Em dois minutos, a Ponte fez dois gols. Um de pênalti, e outro após troca de passes. Os jogadores reclamaram da arbitragem, mas assumiram que, com um revés de 2 a 0, a reação ficou difícil.

O goleiro Glédson, que acabou falhando no lance do primeiro gol da Ponte, assumiu a culpa, mas reconheceu pontos positivos em sua equipe. “A nossa equipe jogou muito bem, desde o início do primeiro tempo, criando inúmeras situações de gol. Infelizmente, no segundo tempo acabamos tomando o gol, e logo em seguida, tomamos o segundo. Foi como um balde de água fria. Tenho que exaltar a garra e a determinação dos meus companheiros”, analisou. O goleiro elogiou o comportamento da torcida rubro-negra. Mesmo com um resultado adverso, era possível ouvir aplausos no final da partida. “Mesmo com a derrota, saímos aplaudidos. Infelizmente o resultado não justifica a partida em si”, afirmou.

Apesar da derrota, o Campinense teve motivos para comemorar. O jogo contra a Ponte marcou o retorno de Jussimar, a estrada de Rafael Jensen, que disputou sua primeira partida oficial no ano, e a estréia de Maranhão com a camisa da Raposa. O atacante entrou no segundo tempo, no lugar do zagueiro Joécio. “Foi um bom jogo. A gente sabe que o Campinense está montando um time forte”, analisou. Maranhão já mudou o foco para o jogo de domingo, pela Copa do Nordeste. “Teremos mais um jogo difícil, contra o Náutico, brigando pela liderança. Espero que a casa esteja cheia e a gente faça um bom resultado”, afirmou.

A escassez de gols pode fazer o técnico Sérgio China mudar algumas peças para o jogo de domingo. Questionado se estaria preparado para ser titular, Maranhão foi rápido. “Sim! Estou trabalhando. Fiz a pré-temporada toda”, respondeu. O Campinense recebe o Náutico no próximo domingo (22), no Estádio Amigão. O duelo é um confronto direto pela liderança do Grupo A, válido pela terceira rodada do Nordestão.

Relacionadas