sábado, 23 de fevereiro de 2019
Esportes
Compartilhar:

Confira o guia completo do Campeonato Paraibano 2019

Redação / 12 de janeiro de 2019
Foto: Divulgação
O Jornal Correio traz neste sábado (12) um guia completo com detalhes de todos os times que disputam o Campeonato Paraibano 2019. Dividido entre os grupos A e B, o guia traz breve histórico dos clubes, alguns dados relevantes, nomes dos atletas que formam a base das equipes atuais e jogadores considerados destaques.

Grupo A



Botafogo-PB



Atual bicampeão estadual, o Botafogo-PB chega ao Campeonato Paraibano 2019, mais uma vez, como o time a ser batido pelos rivais. Com o objetivo de chegar ao tri consecutivo, algo que não acontece desde o Treze entre os anos de 1981 e 1983, a Alvinegro da Estrela Vermelha apostou na manutenção da base do time que por muito pouco não se classificou para a Série B do Campeonato Brasileiro no ano passado.

Mesmo com uma boa espinha dorsal, o Belo foi ao mercado e contratou bons jogadores como os zagueiros Willian Goiano e Donato, o lateral-direito Roniery, o meia Ronaldo Viana, além dos atacantes Adalgiso Pitbull e Paulo Renê. Um dos destaques do time campeão em 2018, o centroavante Nando, que foi artilheiro do certame estadual, segue no elenco para este ano.

Técnico: Evaristo Piza Destaque: Marcos Aurélio (meia)

Time base: Saulo, Roneiry, Lula, Willian Goiano e Fábio Alves; Rogério, Carlão, Clayton e Marcos Aurélio; Adalgiso Pitbull e Nando (Paulo Renê).

Grêmio Serrano



Novo no futebol profissional e sem nenhum título estadual na Primeira Divisão, o Grêmio Serrano disputará, pela primeira vez em 30 anos, o Campeonato Brasileiro pela Quarta Divisão e por isso tentou fortalecer ao máximo o elenco para competir bem. Atualmente com 30 atletas, o time estreia hoje no Campeonato Paraibano, diante do Atlético de Cajazeiras.

O técnico é Luciano Silva, que comandou o time em 2017, ficando em 6º lugar no Paraibano. Ele voltou a treinar o Serrano para a pré-temporada desse ano com o objetivo de manter o calendário no ano que vem. Durante a fase preparatória, o Lobo da Serra realizou três amistosos e venceu um. Apesar dos resultados, a comissão técnica avaliou o time fisicamente e tecnicamente, garantindo que estão aptos a competir.

Técnico: Luciano Silva Destaque: Ferreira (meia)

Time base: Rodrigo, Darlan, Weverson, Sandes e Igor; Ferreira, Fernando Guilherme, Diego Furtado e Renato Diniz; Cláudio e Anderson.

Nacional de Patos



Após fazer uma boa campanha no Campeonato Paraibano 2018, mas vê a classificação para a segunda fase escapar por apenas um ponto, o Nacional de Patos chega ao certame deste ano querendo surpreender. O time terá dificuldade avançar de fase, já que caiu no forte Grupo A, que tem os grandes Botafogo-PB e Treze, o tradicional Sousa, além do Grêmio Serrano, que vai disputar a Série D do Brasileiro.

Outro problema que o Canário do Sertão terá de enfrentar é o pouco período de pré-temporada que o elenco teve. O Naça foi o último clube a iniciar os trabalhos visando o certame estadual e, por isso, deve ter dificuldade, sobretudo no início da competição estadual. O time estreia hoje à tarde, diante do CSP, às 20h, no estádio José Cavalcanti, em Patos.

Técnico: Índio Ferreira Destaque: Birungueta (meia)

Time base: Nilton, Romário, Carlão, Wesley e Marcelo Bispo; Mychell, Rico, Birungueta e Celinho; Isaías e Mosquito.

Sousa



Missão difícil, mas não impossível. Com um fator casa excelente, o Sousa Esporte Clube tem a tarefa de desbancar Treze e Botafogo-PB no Grupo A do Campeonato Paraibano, se quiser chegar à segunda fase da competição. O Dinossauro chega na disputa sabendo da chance que tem de voltar a disputar a Série D do Brasileirão. Uma das apostas é na experiência do atacante Marcelo Nicácio.

Com uma pré-temporada morna, com apenas duas disputas em campo, nos amistosos frente o Iguatu-CE e ao Afogados de Ingazeira-PE, o Dino obteve uma vitória e um empate, com destaque para o atacante André Beleza, conhecido por sua rapidez e agilidade com a bola nos pés. Outra aposta do Sousa é no fator casa, pois as condições climáticas adversas e a pressão da torcida, fazem do Marizão, um verdadeiro caldeirão.

Técnico: Jazon Vieira Destaque: Marcelo Nicácio (atacante)

Time base: Murilo, Iran, Ramon, Lucas, Kayke; Dim, Léo Lima, Rafinha, André Beleza; Willian Bersan e Marcelo Nicácio.

Treze



Em busca de quebrar o jejum de sete anos sem levantar o troféu de campeão estadual, o Treze inicia sua trajetória no Paraibano 2019 encarando o Esporte de Patos, amanhã, no Amigão. O time vem com um elenco praticamente novo, já que apenas quatro jogadores ficaram do elenco de 2018. São eles o goleiro Mauro Iguatu, o zagueiro Brumati, além dos volantes Coppetti e Elielton.

Um dos fatores que animam o Galo da Borborema a tentar encerrar o jejum é o bom trabalho feito na pré-temporada. O time fez sete amistosos, enfrentando equipes fortes como Náutico-PE e Santa Cruz-PE, e terminou a fase de forma invicta. Ao todo, foram seis vitórias e apenas um empate. A equipe ainda marcou 17 gols e foi vazada apenas quatro vezes.

Técnico: Maurílio Silva Destaque: Mauro Iguatu (goleiro)

Time base: Mauro Iguatu; Diego Superti, Brumati, Léo Fioravanti e Patric Calmon; Coppetti, Juninho, Misso e Jean Natal; Marcão e Adailton Bravo.

Grupo B



Atlético de Cajazeiras



O Atlético será mais uma pedra no sapato dos considerados grandes times que disputam o Campeonato Paraibano. Embalado com boas participações na competição nos últimos três anos, o Trovão Azul tem a tarefa de brigar por uma vaga entre os dois classificados no Grupo B da competição. Em um grupo teoricamente mais fácil, resta ao Atlético fazer seu papel em campo, para voltar às semifinais do certame estadual.

Apesar de um 2018 irregular, quando disputou o quadrangular do rebaixamento, o Trovão Azul chega na temporada deste ano embalado por uma boa pré-temporada, inclusive pelo resultado do último amistoso contra o Lavras SC-CE, uma goleada de 6 a 1, além do empate contra o Barbalha-CE em 1 a 1. O destaque da equipe fica por conta do meia Marcinho, campeão paraibano pelo Botafogo-PB em 2017.

Técnico: Ederson Araújo Destaque: Marcinho (meia)

Time base: Fernando Henrique, Michel , Egon, Renan e Jackinha; Romerito, Ferreira, Gabriel Mendes e Marcinho; Soares (Samuel) e Bruno.

Campinense



O Campinense, que já está há dois anos sem títulos, iniciou a pré-temporada no dia 28 de novembro de 2018 e realizou três amistosos com um elenco 100% novo. Apesar da crise que o clube vivencia, o técnico Francisco Diá, que retornou ao comando rubro-negro no dia 28 de julho, conseguiu montar um elenco de 22 jogadores até a data de início da pré-temporada.

Até agora, nenhum jogador mostrou características extraordinárias para se tornar o favorito do time que conta com 28 jogadores. Em meio ao caos que vive a Raposa, Diá é a aposta da diretoria para recolocar o time na briga pelo título, já que o último da história foi do bicampeonato Paraibano de 2016, quando o mesmo também comandava o Rubro-negro.

Técnico: Francisco Diá Destaque: Xabala (atacante)

Time base: Wagner Coradin, Neilson, Henrique Mattos, Richardson e Cleber; James, Dênis, Dedé e Lopeu; João Paulo e Afonso Júnior.

CSP



O Centro Sportivo Paraibano (CSP) chega ao paraibano mantendo o mesmo lema das temporadas anteriores: emplacar jogadores das categorias de base, inclusive que jogaram a Copa São Paulo de Futebol Júnior, mas sem a ambição de conquistar a taça. Apesar de sempre apostar na base, este ano o Tigre tem um trunfo na manga, trata-se do atacante Lúcio Curió, que é o principal destaque da equipe na temporada.

Com apenas um dos grandes (Campinense) em seu grupo, o CSP pode até buscar a segunda posição da chave, almejando uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro, fato inédito para o clube pessoense, que ainda não disputou uma competição a nível nacional, desde sua fundação.

Técnico: Josivaldo Alves Destaque: Lúcio Curió (atacante)

Time base: Wallace, Igor, Anderson, Gilmar e Fábio; Geo, Senegal, Ramon e Leandro; Lúcio Curió e Henrique.

Desportiva Perilima



De volta à elite do Campeonato Paraibano depois de muito tempo, a Perilima é outra equipe que quer surpreender os grandes. Amparada pelo investimento de um empresário, a Águia de Campina aposta na mescla entre velhos medalhões e atletas que estão começando. O principal nome do time é o meia Marcelinho Paraíba, que fez parte do elenco vice-campeão da Segundona.

Além de Marcelinho, outras ‘estrelas’ anunciadas foram o goleiro Pantera, que já faturou o Paraibano e a Copa do Nordeste atuando pelo Campinense, além do zagueiro Renato Silva, que passou por gigantes do futebol brasileiro como Flamengo, São Paulo e Vasco da Gama. O time ainda manteve uma base da disputada da Segundona do ano passado.

Técnico: Ricardo Campos Destaque: Marcelinho Paraíba (meia)

Time base: Pantera, Anderson, Bob, Arlan e Junior Lira; Matheus Camargo, Tibério e Nonato; Cezinha, Marcelinho Paraíba e Renatinho.

Esporte de Patos



Recém promovido à elite do Campeonato Paraibano, o Esporte de Patos chega animado após conquistar o título da Segundona no ano passado. Apesar da animação, o time não fez um investimento considerado alto e o grande objetivo traçado pela diretoria do Terror do Sertão é se manter na Primeira Divisão de 2020. O Patinho está no Grupo B, que conta ainda com Atlético, CSP, Campinense e Perilima.

Uma das novidades no Terror do Sertão está no banco de reservas. Comandante do time campeão na Segunda Divisão, Marcos Nascimento deixou a beira do campo para se tornar dirigente do Alvirrubro. Com isso, a diretoria se movimentou e trouxe o experiente Washington Lobo para a função. O time tem uma base da equipe que venceu a Segundona.

Técnico: Washington Lobo Destaque: Carlos Caaporã (atacante)

Time base: Evandrísio, Morcego, Marinho, Thiago Paim e Nino Potiguar; Marcílio, Ivan, Carioca e Felipe Quaresma; Ruan e Carlos Caaporã.

Relacionadas