domingo, 24 de janeiro de 2021

Campeonato Paraibano
Compartilhar:

Campinense quer espantar a crise

Marques de Souza / 01 de fevereiro de 2017
O Campinense vai entrar pressionado para o clássico de hoje. Em crise por conta dos últimos resultados, o clube já coleciona a demissão de um treinador e na última segunda-feira, confirmou a dispensa de quatro atletas que não estavam rendendo. Outros dois devem sair. O presidente William Simões usou a palavra “indignado” para se referir ao momento em que passa o clube Rubro-negro.

Para o dirigente, a mudança já deve começar no clássico. “Cabe aos atletas fazer sua parte. Entrar dentro de campo, trazer vitórias e, consequentemente, melhorar na tabela de classificação. Eu espero que isso aconteça a partir do jogo contra o Botafogo-PB”, afirmou.

O presidente anunciou que mais alterações estão por vir. “Um time de massa como o Campinense, um dos maiores do Nordeste, não pode passar por isso. Vamos fazer alguns ajustes, é necessário fazer, para que as coisas aconteçam de forma positiva”, concluiu.

Dentro de campo, o técnico Sérgio China quebra a cabeça para definir a equipe que vai iniciar a partida. E as dúvidas continuam, sobretudo, no ataque. Isso porque uma das grandes dificuldades da Raposa é a conclusão das jogadas. A equipe tem criado boas oportunidades pelo meio e pelos lados do campo. Mas é necessário balançar a rede.

“Não basta só você ter várias oportunidades de gol. No momento da definição, a qualidade e o modo como você vai decidir influi muito”, declarou China. O treinador aposta no diálogo para a correção do posicionamento da equipe. Renatinho, que entrou no segundo tempo na derrota contra o Internacional, deve ganhar uma vaga na equipe titular.

Relacionadas