domingo, 19 de novembro de 2017
Atletismo
Compartilhar:

Após perder perna em acidente, jogadora flui para o paratletismo

Raniery Soares / 01 de novembro de 2015
Foto: Rafael Passos
Um futuro promissor. Facilmente esta frase era ouvida por todos que viam a jovem Nathalia Almeida jogando handebol. Porém, um atropelamento ocorrido há um ano acabou tirando a paraibana de apenas 23 anos das quadras, mas não fez morrer o seu sonho de continuar no esporte. Hoje utilizando prótese, mas com um enorme sorriso, ela reconstrói a sua carreira agora no paradesporto, já mostrando habilidade para o lançamento de dardo.

Após uma rápida passagem pelo parabadminton, a escolha pelo paratletismo não foi nada mal. Sob os olhares atentos de Pedro Almeida e Jailton Miranda, responsáveis por revelar grandes nomes do paratletismo brasileiro, a exemplo de João Luís dos Santos (arremesso de disco) e Petrúcio Ferreira (velocista), Nathalia conseguiu lançar 13 metros no seu primeiro teste, tendo um apoio todo especial do ex-recordista mundial no dardo, o paraibano Cícero Nobre.

“É tudo muito novo. Me identifiquei mais com o dardo e acredito que a minha bagagem de handebol vai ajudar na hora de ‘soltar a mão’, mas já começo otimista. Já sinto uma responsabilidade em começar ao lado de campeões e por outro lado vejo isso como positivo, afinal também quero isso para mim”, afirmou.

Mudança. Estudante de Automação Industrial no IFPB, Nathalia defendeu várias equipes do handebol paraibano. Ela se preparava para jogar uma competição nacional, quando foi atropelada por um carro desgovernado em João Pessoa.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas