terça, 22 de outubro de 2019
Atletismo
Compartilhar:

Edylene Guedes é única paraibana na São Silvestre

Lídice Pegado / 30 de dezembro de 2018
Foto: Arquivo pessoal
A tradicional Corrida de São Silvestre, que acontece anualmente no dia 31 de dezembro, conta com a participação centenas de corredores de todo o mundo e terá como uma das representantes da Paraíba a atleta Edylene Guedes, de 35 anos, que tem uma longa história com o atletismo e com a competição. Ela já disputou a prova nos anos de 2001 e 2002, na época pelo pelotão e por causa da idade, acabou se destacando na categoria juvenil geral, dentre os vários competidores do Brasil e do mundo.

Depois da última competição, apesar de nunca ter abandonado a corrida de vez, ela largou as pistas profissionalmente falando, para dar vez a outras prioridades, como estudos e trabalho. Pela falta de treinos, deixou de se destacar e somente esse ano foi que decidiu voltar a se dedicar para competir para valer.

A disciplina da corredora tem rendido bons frutos durante as participações em diversas corridas, sendo primeiro ou segundo lugar da categoria em todas as competições, se tornando a melhor corredora da Paraíba. No Campeonato Paraibano ela é primeiro lugar na categoria. Já na competição regional, ela se destaca em segundo lugar.

Esse ano, a luta dela é conseguir representar o estado no pelotão de elite, que são os corredores profissionais que dão largada antes dos demais participantes. Ao todo, são somente 100 atletas que largam nesse grupo, sendo dois representantes legais de cada estado, mediante apresentação de ofício.

O grupo de preparação que Edylene participa é o Associação de Corredores de Rua de Campina Grande (ASCORC). Ela viajou na madrugada da sexta-feira para São Paulo com o ofício em mãos para representar o estado no pelotão de elite, que foi dado pela Federação Paraibana de Atletismo (FPBA). Tanto do pelotão de elite como do pelotão do povão, ela será a única representante mulher da Paraíba.

Depois de uma intensa preparação durante todo o ano de 2018, ela espera se destacar e conseguir o pódio também da São Silveste, que tem um percurso total de 15 quilômetros a serem percorridos.

“É um sonho realizado, mas também é uma superação para qualquer corredor, principalmente como nós, que vamos sair da Paraíba para disputar uma prova que vem pessoas do mundo inteiro para correr. Temos um grupo muito bom e unido aqui na Paraíba, que conseguem transmitir muita coisa boa pra gente durante a viagem e claro, também nos primeiros metros da corrida”, disse Edylene.

A 94ª Edição da Corrida Internacional de São Silvestre movimenta a Avenida Paulista, considerada a principal avenida da maior cidade do Brasil: São Paulo. A presença paraibana na prova nos últimos anos tem crescido, já que é praticamente a realização de um sonho.



"Este ano voltei a treinar de forma dedicada e graças a Deus está tudo dando certo. Me destaquei em várias corridas locais, além de regionais e agora sinto que estou preparada para representar bem a Paraíba na Corrida de São Silvestre".



Relacionadas