sábado, 16 de janeiro de 2021

Abandono
Compartilhar:

O que será do Hermes? Com reforma paralisada, local é dominado pela marginalidade

Allan Hebert e Raniery Soares / 16 de outubro de 2016
Foto: Rafael Passos
Abandono. Esta é a palavra que melhor define a situação do Ginásio Poliesportivo Hermes Taurino, em Mangabeira VII. O equipamento, que está fechado há algum tempo, até começou a ser reformado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, mas, no momento, está com obras paradas e causando problemas a população do bairro mais populoso da Capital.

De acordo com depoimentos de pessoas que residem na proximidade da praça esportiva, o local, que deveria servir de recreação e interação de crianças e adolescentes da região, hoje é frequentado por usuários de drogas e utilizado como ponto de prostituição.

“Só tenho a lamentar. Um ginásio de referência, numa situação dessas é complicado. O que vemos aqui é um completo abandono. É uma pena os jovens aqui de Mangabeira não poderem contar com o ginásio e, por isso, acabam ficando largados pela rua”, disse o vendedor ambulante Iran Vieira, que reside há mais de 20 anos no bairro.

O terreno do Hermes Taurino atualmente está tomado pelo mato e acaba servindo como um depósito de lixo para os moradores das proximidades. No interior do ginásio, o podemos ver são destroços da antiga estrutura, como partes do telhado, que só foi retirado em parte. O teto que ficou é alvo de críticas da população, por conta do barulho que causa.

“As placas que estão se soltando ficam batente umas nas outras por causa do vento, causando um barulho ensurdecedor. Às vezes, parece até tiro. Incomoda muito a gente, principalmente à noite”, contou a dona de casa Carolina Lima.

Sejer-JP fala em nova licitação

ginasiohermestaurino_rafaelpassos-24

O secretário-adjunto de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer), Oscar Moura Diniz Júnior disse que a reforma está abandonada por causa da desistência da construtora que venceu a licitação. Segundo ele, o processo foi feito para reformar o Odilon Ribeiro Coutinho, no Valentina e logo depois, a empresa começaria os trabalhos no Hermes, contudo, isso não aconteceu e agora, segundo o secretário, uma nova licitação está sendo feita.

“A construtora decretou falência e a Seinfra convocou a segunda colocada no processo, que afirmou não ter condições assumir a obra. Esta semana, inclusive, tivemos a notícia de que o processo está sendo reaberto e em breve esperamos que a obra seja concluída, para que o ginásio volte a servir ao povo de João Pessoa”, disse o gestor.

Questionado sobre a segurança do local, Oscar garantiu que a praça esportiva possui um vigia desarmado, mas que os acessos sempre são bloqueados para evitar que crimonosos possam utilizar o espaço para o uso de drogas e até como esconderijo após a prática de delitos.

“Mesmo sem nada no espaço, ainda mantemos um vigilante no ginásio. Além disso, todo mês temos que soldar os portões e bloquear os acessos, para tentar impedir que a marginalidade utilize aquele espaço”, finalizou.

Relacionadas