quinta, 18 de abril de 2019
Eleições 2018
Compartilhar:

Assembleia Legislativa renova 39% e amplia bancada feminina

André Gomes e Adriana Rodrigues / 08 de outubro de 2018
Foto: Reprodução
A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) terá para a próxima legislatura, uma renovação de 39% com a chegada de 14 novos deputados. A Casa também amplia a bancada feminina que passa de três para cinco novas parlamentares. Permanecem com mandato as deputadas Camila Toscano (PSDB) e Estela Bezerra (PSB) que terão a companhia de Cida Ramos (PSB), Pollyanna Dutra (PSB) e Doutora Paula (Progressista). A deputada Daniella Ribeiro (Progressista) sai da Assembleia para assumir o mandato de senadora.

O resultado também surpreendeu pelo resultado dos petistas que perderam três cadeiras na Casa. O deputado Frei Anastácio foi eleito para um mandato federal e deixa a Assembleia. Já Anísio Maia e Zé Paulo não conseguiram retornar ao mandato. Quem também não conseguiu se reeleger foram os deputados Jutay Meneses (PRB), Antônio Mineral (PSB), Janduhy Carneiro (Patriota), Lindolfo Pires (Podemos), Renato Gadelha (PSC) e Trócolli Júnior (Podemos).

Os deputados Arnaldo Monteiro (PSC), Bruno Cunha Lima (SD), Gervásio Maia (PSB) e Ricardo Marcelo também não retornam a Assembleia Legislativa. Arnaldo desistiu da vida pública, mas conseguiu eleger o filho, Anderson Monteiro. Assim como Arnaldo, Ricardo Marcelo também desistiu da disputa. Bruno foi candidato a deputado federal, mas não conseguiu se reeleger, e Gervásio Maia conseguiu se eleger como deputado federal.

Entre os 14 novos parlamentares estão: Cida Ramos, Wilson Filho, Pollyanna Dutra, Anderson Monteiro, Doutora Paula, Doutor Taciano Diniz, Junior Araújo, Cabo Gilberto Silva, Moacir Rodrigues, Eduardo Carneiro, Doutor Érico, Chió, Walber Virgulino e Felipe Leitão.

Com as mudanças, para a próxima legislatura, o novo governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), terá o apoio de uma bancada formada por pelo menos 22 deputados, dos 36. A bancada que hoje é maioria na Casa, ganha nomes como Cida Ramos, Wilson Filho, Pollyanna Dutra, Doutor Taciano Diniz, Júnior Araújo, Doutor Érico e Chió.

Disparada

Este ano a mais votada entre os candidatos eleitos foi a professora Cida Ramos que obteve mais de 56 mil votos, totalizando 2,73% dos votos válidos. Para Cida, a votação vem agregada a uma grande responsabilidade, mas que também a coloca como postulante de um cargo na Mesa Diretora para a próxima legislatura.

“Primeiro, dizer que estou muito feliz e honrada pelo reconhecimento ao trabalho e a trajetória de vida e os valores que eu represento. Isso aumenta muito minha responsabilidade porque terei que retribuir fazendo um grande mandato, que olhe mais por quem mais precisa e alie a discussão elaboração, formulação do desenvolvimento econômico e social. Estarei ao lado de João para construir melhores dias para o povo da Paraíba”, afirmou Cida.

Questionada sobre a possibilidade de disputar um cargo na Mesa Diretora da ALPB, Cida afirmou que a quantidade de votos que ela teve a credencia a disputar a vaga.

“Eu acho que estou chegando agora, mas essa votação me credencia a compor a mesa da Assembleia. Sempre disse a João e a Ricardo, sempre coloquei nas minhas falas que o povo da Paraíba daria um presente a Ricardo e o presente que o povo deu foi a continuação do trabalho dele”, finalizou Cida.

Bancada

Três apoiadores da candidatura de Jair Bolsonaro na Paraíba, Moacir Rodrigues, Cabo Gilberto Silva e Walber Virgulino conseguiram chegar na Assembleia Legislativa, com destaque para Virgulino que foi o segundo mais bem votado com pouco mais de 48 mil votos. Ele agradeceu o apoio dos paraibanos e disse que vai ser uma voz na Assembleia para lutar pelo direito dos paraibanos, tendo como bandeira a melhoria na segurança pública.

Relacionadas