terça, 13 de abril de 2021

Educação
Compartilhar:

Enem: candidatos farão prova de redação neste domingo

Aline Martins / 01 de novembro de 2017
Foto: Reprodução
O próximo domingo (5) é o primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio de 2017 (Enem). Os candidatos terão que responder 90 questões (sendo 45 de Ciências Humanas e 45 de Linguagens e Códigos), além disso, fazer uma redação (um texto dissertativo-argumentativo) com um tema proposto, a partir de uma situação problema (cultural, social ou política) em 30 linhas. Essa disciplina, temida pela maioria dos estudantes, tem caráter eliminatório e devido a isso a dica é seguir as normas gramaticais e textuais, escrevendo corretamente as palavras e acentuação.

Nessa reta final, a orientação é verificar os assuntos em destaque nos sites e também fazer uma revisão gramatical. Para ter uma redação de excelência é importante que o aluno tenha treinado bastante durante o ano o exercício da prática de texto, segundo comentou a professora Silvia Abrahão. Ela orienta que o candidato deve evitar os elementos repetitivos, seguir uma coerência e clareza no desenvolvimento da redação. “No final ele tem que sugerir uma proposta de intervenção que seja objetiva, não pode ser utópica e irrealizável, tem que ser possível de ser realizada”, frisou. Nessa fase final, outra dica é ler bastante, ficar atento aos assuntos em destaque nos sites, conforme informou a professora. No entanto, Silvia Abrahão lembra que possivelmente o tema deste ano esteja pronto desde maio.

Ainda de acordo com a professora, o diferencial de uma redação é ser bem paragrafada, alinhada, coerente e que se siga as etapas do modelo dissertativo-argumentativo: introdução, desenvolvimento e conclusão. “Apesar de não ser obrigatório o título, ele agrega qualidade ao tema”, afirmou, comentando que não preferia destacar os possíveis temas do Exame porque evita expectativas. “Tirando o tema sobre a mulher, os demais pegam os professores de surpresa como movimento migratório, religioso, publicidade infantil. É importante que o aluno se interesse por todos os temas – político, cultural e social – para se preparar bem”, disse, acrescentando que uma forma de se atualizar também é buscar em sites de jornais e revistas online e blogs de teóricos, pois a Filosofia e Sociologia são importante na prova.

Na Paraíba, as provas do Enem serão aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em 50 municípios, mesmo número do ano passado, apesar do número de participantes ser 14,7% menor. Em 2016, o estado teve 221.942 participantes. A queda no número de inscrições é consequência do Enem ter deixado de certificar o Ensino Médio, tarefa que voltou ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). Atendimento. Foram aprovados 1.155 atendimentos especializados na Paraíba. A maioria é de deficiência física, baixa visão e déficit de atenção. Serão usados 2.141 recursos de acessibilidade, sendo 52 vídeo-provas traduzidas em Libras. Também serão 486 atendimentos específicos, 40,5% para lactantes, além de quatro solicitações para atendimento pelo nome social, uma delas na Capital.

Relacionadas