quinta, 19 de outubro de 2017
Economia
Compartilhar:

Vigilantes ameaçam cruzar os braços em toda a Paraíba

Edson Verber / 11 de março de 2016
Foto: Nalva Figueiredo
Vigilantes realizaram ato público hoje (11) em frente ao Banco do Brasil da Praça 1817, em João Pessoa. Portando faixas com frases como “Paralisação já” e “Vigilantes da Paraíba merecem respeito”, dirigentes sindicais prometem realizar assembleia para aprovar greve geral por tempo indeterminado, caso as empresas não mandem representante para a mesa redonda que será realizada quarta-feira, dia 16/3 às 14h30, na STR-PB (Superintendência Regional do Trabalho da Paraíba).

O presidente do SindvigPB (Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança e Vigilância do Estado da Paraíba), William dos Santos Silva lembrou que as negociações foram iniciadas em dezembro de 2015, mas as empresas de vigilância privada não compareceram à primeira mesa redonda oficial convocada pela STR-PB e realizada na semana passada.

Quanto às principais reivindicações, que beneficiarão os mais de 5,4 mil vigilantes que estão em atividade na Paraíba (exceto Campina Grande), disse que são 14,50% sobre o piso e aumento do vale refeição de R$ 9,50 para R$ 23,50, além das cláusulas sociais. Mas as empresas enviaram comunicação à STR-PB, informando que, “em face da crise”, só podem oferecer 5%.

“Os empresários estão alegando que só podem dar 5% de reajuste para os salários e 5% para o vale alimentação, por causa da crise. Ocorre que a crise é do Brasil todo e, em outros estados, estão dando o reajuste igual à inflação, de 11,31%. Portanto, na Paraíba não pode ser diferente. E tem mais, os empresários, ontem, não compareceram à mesa redonda. Mandaram um documento com a proposta. Esperamos que compareçam na próxima que será marcada pela STR-PB, hoje” – disse o secretário geral do do Acácio Cavalcante de Lima.

9 mil...

é o número de vigilantes no Estado

5.450...

estão em atividade

1.100...

são os sindicalizados

Piso atual - R$ 1.098

reajustado com 14,5% - R$ 1.257

reajustado com 5% R$ 1.152

Relacionadas