domingo, 19 de novembro de 2017
Economia
Compartilhar:

Tributos não ‘perdoam’ nem os mortos e ‘queimam’ 40% das velas

Érico Fabres / 30 de outubro de 2015
Foto: Arquivo
Diferente do México, onde o Dia dos Mortos é comemorado com festa, no Brasil é comum que, no Dia de Finados, muitas famílias limpem e enfeitem os túmulos de familiares, levando flores e realizando preces e orações pela alma dos que já se foram, não se restringindo à reza de missas. Apesar de ser um feriado para as pessoas lembrarem um ente querido, os tributos não dão trégua, e quem pensa em prestar a homenagem acendendo velas, terá que dedicar 40,90% do valor para o pagamento de tributos ao governo, de acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Já os impostos sobre outros itens muito procurados na data, as flores naturais e coroas, são de 17,71% do valor dos produtos, conforme o levantamento feito.

De acordo com o presidente-executivo do IBPT, João Eloi Olenike, “para piorar, os contribuintes precisam conviver com a alta dos impostos e com a retomada dos aumentos excessivos, não têm escapatória. Ninguém gosta da carga tributária brasileira, mas somos obrigados a carrega- lá nas costas”, afirma.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas