quarta, 03 de março de 2021

Economia
Compartilhar:

Separação tem sido um dos motivos alegados por consumidor para dívidas

Celina Modesto / 15 de agosto de 2017
Foto: Divulgação
Consumidores ouvidos pela Serasa Experian em junho deste ano apontaram o empréstimo de nome a terceiros, desemprego e até mesmo divórcio como motivos para a inadimplência e, consequentemente, ter o nome “sujo” na praça. Estudo da Serasa aponta que 30% dos consumidores no país possuem alto risco para inadimplência, 38% apresentam médio risco e 32% baixo risco, conforme metodologia desenvolvida pela entidade.

Entre os motivos alegados pelos consumidores para estarem negativados foi o divórcio. “Quando perguntamos aos consumidores com baixo score porque eles tinham se endividado, muitos apontaram o empréstimo do nome a parentes, por exemplo, que acabam não pagando e ‘sujando’ o nome de quem emprestou. O divórcio foi um motivo muito comum também entre estes consumidores, que alegaram que até reorganizarem as contas, que antes dividiam com o parceiro, demorou. Dessa forma, a separação acabou contribuindo para a inadimplência daquele consumidor”, explicou Carolina Aragão, gerente da Serasa Consumidor.

O serviço gratuito Serasa Score, que avalia o comportamento do consumidor diante do mercado de crédito, com análise do histórico de inadimplência, por exemplo, possui pontuação que vai de 0 a 1000 e pode ser consultado por meio do www.serasascore.com.br.

Leia Mais

Relacionadas