sexta, 22 de janeiro de 2021

Economia
Compartilhar:

Receita define regras para imposto de renda de 2016

Folhapress / 19 de setembro de 2015
Foto: Divulgação
A Receita Federal definiu ontem, por meio da Instrução Normativa nº 1.587, as regras para a entrega da Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf) relativa a 2016. A instrução lista as empresas e pessoa físicas que terão de apresentar o documento à Receita. Entre elas estão as que pagaram ou creditaram rendimentos sobre os quais tenha havido retenção do IR na fonte em 2015, ainda que em apenas um mês.

A Dirf é o principal documento usado pelas pessoas físicas para elaborar as declarações anuais do IR, que em 2016 serão entregues entre os dias 1º de março e 29 de abril.

A Dirf de 2016 deverá ser entregue à Receita apenas pela Internet, até as 23h59min59s (horário de Brasília) do dia 29 de fevereiro de 2016, mediante a utilização do programa Receitanet, disponível no site do órgão.

Arrecadação federal cai 9,3%

A arrecadação federal de agosto sinaliza que o governo dificilmente fechará o ano com dinheiro suficiente para pagar todas as suas despesas –sem contar gastos com a dívida pública. A Receita divulgou ontem uma queda real (descontada a inflação) de 9,3% na arrecadação de agosto em relação ao mesmo mês de 2014.

No mês passado, entraram nos cofres do governo R$ 93,7 bilhões. No ano, foram arrecadados R$ 825 bilhões, 3,7% a menos que o verificado no mesmo período de 2014, já descontada a inflação.

Com isso, aumentou a expectativa de que a revisão do Orçamento –a ser divulgada na próxima semana– mostre que o governo não terá condições de fazer o superavit de 0,15% do PIB prometido para 2015, a não ser que corte mais ou adote medidas para elevar sua arrecadação.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba

Relacionadas