segunda, 21 de setembro de 2020

Economia
Compartilhar:

Quase quatro mil postos de trabalho foram fechados na Paraíba

Érico Fabres / 23 de abril de 2016
Foto: Divulgação
 

Segundo os dados do CAGED, em março de 2016, na Paraíba foram eliminados 3.856 empregos celetistas, correspondendo à retração de 0,95% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Os setores de atividades responsáveis por este desempenho foram, principalmente, Indústria de Transformação (-1.128 postos) e a Agropecuária (-957 postos), justificado por motivo sazonal relacionado às atividades sucroalcooleiras, associados também a outros fatores.

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos três primeiros meses do corrente ano, houve decréscimo de 10.218 postos (-2,47%). Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses verificou-se declínio de 4,38% no nível de emprego ou um saldo de menos 18.460 postos de trabalho. No Brasil, o saldo negativo foi de 118,7 mil pessoas desempregadas, somando quase dois milhões em 12 meses. O comércio e a indústria de transformação fecharam o maior número de vagas, respectivamente, 41.978 e 24.856. Em terceiro lugar, vem a construção civil, com supressão de 24.184 vagas.

Os estados que mais fecharam postos de trabalho em fevereiro foram São Paulo (-32.616 vagas), Rio de Janeiro (-13.741) e Pernambuco (-11.383). Apenas quatro estados contrataram mais que demitiram: Rio Grande do Sul (4.803 vagas criadas), Goiás (3.331), Roraima (220) e Mato Grosso do Sul (187 postos criados).

Relacionadas