segunda, 21 de maio de 2018
Economia
Compartilhar:

Porto de Cabedelo vai ganhar área com 100 mil metros

Francisco Varela Neto / 25 de agosto de 2017
Foto: Rafael Passos
O Porto de Cabedelo vai ganhar uma nova área com uma extensão de 100 mil metros quadrados com o investimento de R$ 500 milhões que foi liberado via decreto assinado pelo presidente Michel Temer que regulamenta a área geográfica de propriedade do Porto. A informação é a diretora-presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo. Segundo ela, serão construídos dois berços para atracação de navios e movimentação de contêineres.

“Com isso poderemos ampliar nossos serviços recebendo cargas que antes não podíamos. Com a construção do terminal de múltiplo uso poderemos duplicar os trabalhos reforçando ainda mais a economia do nosso Estado por meio do Porto de Cabedelo”, destacou a diretora-presidente.

Gilmara Temóteo explicou ainda que o investimento da ordem de R$ 500 milhões será possível por meio de uma parceria público privada realizada pelo Governo do Estado e um grupo empresarial.

O anúncio da liberação do dinheiro foi feito pelo deputado federal Wilson Filho (PTB). De acordo com ele, a grande motivação da conquista é a possibilidade da realização de investimentos na área público-privada. "É um porto que tem todas as condições de melhorar no turismo, na economia, na parceria público-privada, que é esta a grande motivação da nossa conquista, é o que da importância a nossa conquista recente lá em Brasília", afirmou Wilson Filho.

Wilson acrescentou que pessoas do mundo inteiro observam o potencial no porto e podem investir nele. "Esse investimento poderia ser feito com europeus, com chineses, com americanos, várias pessoas do mundo inteiro estão vendo no porto de Cabedelo um potencial que muitas vezes brasileiros não estão vendo, ou o próprio governo federal", disse.

O deputado disse, ainda, que para que a iniciativa fosse tomada foi preciso ser feita a resolução de um problema antigo."Só que para que esta parceria pudesse acontecer, precisava se resolver um problema da década de 30, que é o  fato do Porto de Cabedelo não ser regulamentado. O Porto de Cabedelo não tem os seus limites territoriais regularizados e isso era um problema que já vinha passando governo a governo e isto não acontecia", explicou.

E acrescentou que na última sexta-feira (18) a regularização já foi assinada. "E o documento de regularização foi assinado agora nesta sexta-feira, me foi dito que o nosso pedido foi autorizado na quinta-feira e na sexta já saiu no diário oficial como sendo assinada", revelou.

De acordo com ele, a batalha agora será para que o estado tenha direito ao terreno. "Agora nós iremos enfrentar outra batalha muito mais simples na superintendência do Patrimônio da União para fazer todos os trabalhos necessários para que o estado possa ter direito a este terreno e possa fazer a parceria que é tanto desejada e esperada", finalizou.


Relacionadas