domingo, 19 de novembro de 2017
Economia
Compartilhar:

Paraíba perdeu R$ 3 bilhões em impostos

Redação com assessorias / 26 de outubro de 2015
Foto: Divulgação
A Paraíba perdeu R$ 8 bilhões em impostos nos últimos oito aos, segundo o presidente da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep), Buega Gadelha. E o problema foi um dos assuntos discutidos pela entidade, nessa segunda-feira (26), durante reunião com a bancada federal paraibana, onde foi discutido o ponto que trata sobre o IVI federal, que fala sobre a unificação do imposto federal sobre operações com bens e prestação de serviço.  Na pauta também estavam temas ligados ao desenvolvimento do Estado, como a implantação de um braço da Transnordestina, segurança hídrica e a reforma tributária.

Buega Gadelha avaliou que o encontro foi importante para saber como pensa cada um dos parlamentares paraibanos a respeito das questões discutidas. “Foi muito bom ouvir aqui que a bancada é unida e que o que vai prevalecer entre eles são os interesses da Paraíba. Vamos continuar realizando esses encontros que gostaria de contar sempre com o brilhantismo do deputado Pedro Cunha Lima nas nossas discussões”, afirmou.

O deputado federal, Pedro Cunha Lima (PSDB), esteve no encontro destacou a importância da ferrovia para o desenvolvimento da economia do Estado. “O Governo Federal já discriminou demais o Estado. Não é possível que ainda aumente este débito que tem conosco. É sempre importante organizar ainda mais as nossas principais bandeiras e reforçar o espírito suprapartidário que a bancada deve ter nas principais causas e nas principais dificuldades do nosso Estado”, destacou o parlamentar.

Em relação ao braço da Transnordestina na Paraíba, Wilson Filho, que é coordenador da bancada paraibana no Congresso Nacional, se comprometeu em articular uma audiência com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, para tratar do tema. O parlamentar defendeu que a Paraíba deveria ter sido incluída na ferrovia desde o início do projeto por ser um polo produtor de minério, gêneros agrícolas e cimento. “Estamos sempre à disposição da Paraíba e do que é melhor para o Estado", ressaltou.

Presente ao encontro, o senador Cássio Cunha Lima reiterou que o seu posicionamento sempre será seguindo às orientações dos setores produtivos e do próprio governo do Estado, “ainda durante a campanha eleitoral fiz questão de consultar, através de mensagem, o governador Ricardo Coutinho para que o Estado indique o seu posicionamento nesta questão que envolve diretamente o desenvolvimento econômico da Paraíba”, disse.

“O Senado também tem discutido esse tema e a minha posição em todos os encontros de líderes com o presidente Renan Calheiros, é que não votaremos nada enquanto a Câmara Federal votar os fundos de repatriação", acrescentou.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba de amanhã

Relacionadas