domingo, 09 de maio de 2021

Paraíba
Compartilhar:

Mais 400 cargos extintos em Cabedelo na gestão de Vítor Hugo

Adelson Barbosa dos Santos / 31 de agosto de 2018
Foto: Nalva Figueiredo
O prefeito do Município de Cabedelo, Vitor Hugo (PRB), anunciou, ontem, a extinção de mais de 224 cargos comissionados e funções gratificadas que oneravam os cofres públicos. Com a medida, segundo ele, a Prefeitura de Cabedelo vai economizar cerca de R$ 1,1 milhão por mês.

Ao assumir a gestão, em abril deste ano, em consequência do afastamento e prisão do prefeito Leto Viana, acusado de comprar o mandato do ex-prefeito Luceninha, por R$ 5 milhões, Vitor Hugo extinguiu 30 cargos com salários de R$ 10 mil, o que gerou, de uma só vez, uma economia de mais de R$ 3 milhões ao ano aos cofres públicos.

Com a extinção de mais 224 cargos, ontem, a economia anual chegará a R$ 13,7 milhões. A nova extinção, de acordo com o prefeito Vitor Hugo, afeta cargos com salários que chegam a R$ 5 mil.

Isso significa para o município, segundo ele, uma economia de R$ 314.224,00 (somente com de salário base) e de R$ 829.320,00 (em gratificações) na folha de pagamento da Prefeitura de Cabedelo.

“Essa nova medida vai permitir que continuemos com o novo modelo de gestão implantado na Prefeitura, que é o de priorizar a economia do dinheiro público e reverter benefícios, serviços e ações em prol do povo e da cidade de Cabedelo. Esses cargos, a exemplo dos já extintos, serviram, em sua maioria, como moeda de troca política por muito tempo. Isso agora acabou”, garante o prefeito Vitor Hugo.

 

Relacionadas