quarta, 12 de maio de 2021

Economia
Compartilhar:

Operação Fake Money desarticula quadrilha que aplicava golpes em empresas

Arthur Araújo / 05 de outubro de 2018
Foto: Reprodução
A Paraíba tem 46 empresas entre as que caíram em um golpe que causou prejuízos de R$ 5 bilhões à Receita Federal. O número foi divulgado pela própria Receita e pelo Ministério Público Federal, que executaram juntos a Operação Fake Money no final do mês de setembro. A quadrilha atuava com a cessão de supostos créditos. O objetivo era simular uma “quitação” ou “compensação” de tributos federais.

Estipula-se que 3 mil contribuintes tenham sido lesados em todo o país. Eles acreditavam que conseguiriam se livrar de dívidas junto à Receita Federal caso comprassem créditos públicos, o que era oferecido pelos acusados, como explicou o delegado adjunto da Receita Federal na Paraíba, Hamilton Sobral Guedes.

Entre as estratégias utilizadas pela quadrilha estava o uso de informações falsas, como dizer que a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) validava o uso de créditos para a quitação de tributos. Além disso, oferecia à empresa uma assessoria jurídica e ofereciam descontos de até 30% na venda. Quem possuía um débito de R$ 1 milhão, por exemplo, pagava quantia de R$ 700 mil pelos créditos.

Na venda dos títulos podres existem aproximadamente 300 intermediários pessoas físicas e jurídicas, normalmente escritórios de advocacia, de consultoria/assessoria ou de contabilidade, espalhados pelos diversos estados do Brasil.

Relacionadas