quarta, 14 de novembro de 2018
Economia
Compartilhar:

Nova rodada de negociação entre comando de greve e Fenaban terminou sem acordo

Érico Fabres / 14 de setembro de 2016
Foto: Assuero Lima
Assim como um cliente na fila à espera de atendimento nos bancos em dia de pagamento, os bancários esperam uma nova proposta da Federação Nacional dos Bancos - Fenaban. Ontem, o painel avisou que haveria movimentação com uma nova reunião marcada, porém a prioridade não era da categoria e a proposta de 7% e mais abono de R$ 3,3 mil foi mantida e rechaçada. Um novo encontro foi marcado para amanhã, quinta-feira, também em São Paulo. A categoria reivindica reposição da inflação de 9,57% e aumento real de 5%.

A expectativa é que a ‘fila’ deva aumentar, já que a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) clamou que a categoria deve se mobilizar mais ainda diante da insistência na proposta de 7% e o abono de R$ 3,3 mil. Marcelo Alves, presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários da Paraíba (Seeb-PB), afirmou que só uma adesão maior pode pressionar a Fenaban a aumentar a proposta, que está muito aquém.

Alves não acredita que na quinta-feira a greve termine, mas que “a pressão com maior adesão da categoria é nesse sentido”.

Relacionadas