quarta, 22 de novembro de 2017
Economia
Compartilhar:

Mais de sete mil pessoenses estão na lista de devedores do Serviço de Proteção ao Crédito

Celina Modesto / 13 de novembro de 2017
Foto: Reprodução
O número de pessoenses com o nome “sujo na praça” diminuiu 2,23% em outubro deste ano em relação ao mesmo mês do ano anterior. De acordo com levantamento mensal realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) em João Pessoa, em outubro deste ano foram incluídas 7.196 pessoas na lida de devedores do órgão, enquanto em outubro do ano passado a inclusão foi de 7.357 pessoas.

Em relação à quantidade de pessoenses que quitaram as dívidas pendentes e, portanto, deixaram a lista de inadimplência do SPC em João Pessoa, foi registrado um ínfimo aumento de 0,91% em outubro deste ano, em relação ao mesmo período do ano anterior. De acordo com o SPC em João Pessoa, foram excluídas da lista de inadimplência em outubro deste ano 5.085 pessoenses, contra 5.039 registrados no mesmo mês do ano anterior.

De janeiro a outubro deste ano, o SPC incluiu 74.869 devedores em João Pessoa, enquanto no mesmo período do ano anterior havia 86.511 inadimplentes na capital paraibana. Deste modo, a inadimplência caiu 15,55% neste ano, de acordo com os dados do SPC. Em relação às exclusões, de janeiro a outubro deste ano o SPC registrou 52.089, enquanto no mesmo período do ano passado foram 54.099 exclusões, uma redução de 3,85% no número de inadimplentes em João Pessoa neste ano.

O diretor do SPC Brasil em João Pessoa, Lindennbergh Vieira, frisou que o pessoense é bom pagador, mas que os juros do cartão de crédito e de bancos, por exemplo, dificultam a vida de quem quer quitar as contas. “Sempre aconselho aos devedores que procurem os bancos e operadoras de cartão para negociar a dívida porque os juros praticados são criminosos. Agora, com a proximidade do 13º, quem está devendo vai instintivamente querer pagar as contas em atraso”, comentou.

No Brasil, são quase 60 milhões

O volume de brasileiros com contas em atraso e registrados nos cadastros de devedores apresentou um leve aumento no último mês de outubro, após sete quedas consecutivas. Segundo dados do indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) houve um aumento de 0,20% na quantidade de inadimplentes na comparação entre outubro deste ano com o mesmo mês do ano passado.

Na comparação mensal, ou seja, entre setembro e outubro, o indicador apresentou aumento de 0,5%. O SPC Brasil e a CNDL estimam que o Brasil encerrou outubro com aproximadamente 59,3 milhões de brasileiros com alguma conta em atraso e com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas.  O número representa 39% da população com idade entre 18 e 95 anos.

Relacionadas