sábado, 16 de janeiro de 2021

Economia
Compartilhar:

Mais de 30 mil empresas na PB não depositaram FGTS e dívida ultrapassa R$ 60,6 milhões

Érico Fabres com agência / 23 de fevereiro de 2017
Foto: Arquivo
Milhões de trabalhadores estão sendo prejudicados no saque de FGTS de contas inativas porque os patrões não fizeram recolhimento para o Fundo. Na Paraíba, 30.743 empresas possuem indício de débito, totalizando um valor de R$ 60.655.843,02, segundo o Ministério do Trabalho. De acordo com dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), no Brasil, existem, pelo menos, sete milhões de trabalhadores cujos empregadores não depositaram o dinheiro devido, que correspondem a um débito total de R$ 24,5 bilhões inscritos na dívida ativa da União.

Como os valores não estão individualizados por trabalhador, a PGFN não consegue identificar entre as pessoas prejudicadas quem teria direito ao saque da conta inativa. Os saques começam dia 10 de março, obedecendo ao mês de aniversário dos trabalhadores. O governo estima que R$ 43,6 bilhões ficarão disponíveis para saque em contas inativas e que 30,2 milhões de trabalhadores poderão ser beneficiados. No caso das empresas que não depositaram esses recursos, será difícil para os trabalhadores terem acesso aos recursos.

A informação do Ministério do Trabalho não considera o possível débito relativo aos trabalhadores na informalidade (sem carteira assinada).

Relacionadas