sexta, 26 de fevereiro de 2021

Economia
Compartilhar:

Liquida Campina vai gerar 2 milhões de cupons

Fernanda FigueirÊdo / 07 de julho de 2017
Foto: Antônio Ronaldo
A edição de 15 anos do Liquida Campina, que se estende até o dia 16 de julho, foi aberta oficialmente nesta quinta-feira (6), em Campina Grande, com um show do cantor Luan Estilizado, na Praça da Bandeira, centro da cidade. Na ocasião, diretores e sócios efetivos do evento estiveram reunidos com a presidente em exercício da Câmara de Dirigentes Lojistas, Rosália Lucas, que lembrou que a liquidação deste ano está repleta de novidades, a começar pelo sistema de entrega de cupons, que passa a ser eletrônico.

A expectativa é que mais de dois milhões de cupons sejam depositados nas urnas, movimentando mais de R$ 60 milhões em vendas. Outra novidade é que este ano aproximadamente 100 táxis aderiram à campanha e irão dar descontos de até 20% nas corridas. “Após o grande sucesso do maior São João do Mundo, trazemos u ma festa de descontos. A maior novidade é o sistema de cadastro dos consumidores que passa a ser eletrônico e deve nos ajudar a traçar um perfil desse consumidor de Campina Grande. Os cupons recebidos poderão ser trocados na CDL, na Praça da Bandeira e nos shopping Luiza Motta e Partage”, explicou Rosália.

A ação está sendo realizada pela CDL com o patrocínio da Rede, Prefeitura de Campina Grande, Sebrae, Sicred, Banco do Nordeste, Sistema Correio e Atacadão dos Eletros. A lista de em presas participantes está disponível em www.liquidacampina.com.br. Durante a abertura do Liquida Campina, o vice prefeito Enivaldo Ribeiro falou sobre a importância da campanha. “É sempre bom aquecer a economia da cidade através de grandes descontos aos clientes e consumidores”, pontuou. Este ano, a premiação oferece cinco aparelhos de TV LED 42 polegadas, quatro caminhões de prêmios com móveis e eletrodomésticos e um carro Honda WR-V.

Requalificar o Centro

Durante o evento, a Secretaria de Planejamento apresentou um protocolo de intenções entre a Prefeitura de Campina Grande e a CDL para dar início ao que o secretário André Agra chamou de “requalificação do centro”, ou como foi colocado pela CDL, “shopping a céu aberto”, de uma área de 192 mil m² no centro da cidade, onde estão instalados mais de 700 empreendimentos de segmentos diversos. “É que um pacto entre o poder público, comerciantes e empresários para iniciarmos um processo de aquecimento do centro através de ações de mobilidade urbana, maior vigilância, reforço do patrimônio histórico e melhoria de calçadas para atrair consumidores e turistas para o centro da cidade”, afirmou Agra.

O secretário disse que a melhoria do trânsito e a priorização do pedestre é um dos grandes objetivos. “Pretendemos fechar pelo menos uma parte da Rua Maciel Pinheiro, melhorar a estética das fachadas e começar a criar eventos nessas ruas centrais para valorizar a área”, finalizou.

Relacionadas